Eric Schmidt diz o que busca do Google ainda tem de resolver

Atual diretor do conselho revelou que o Google ainda desenvolve algoritmos para melhorar as capacidades de pesquisa de sua principal ferramenta

São Paulo – Para muitos usuários da internet, o Google é sinônimo de buscas online e visto como o principal canal para solucionar questões.

No entanto, para Eric Schmidt, ex-CEO e atual diretor do conselho, a empresa ainda está longe de resolver os problemas de buscas na internet.

Durante evento sobre inovação e tecnologia na cidade de Berlim, Schmidt revelou que o Google ainda desenvolve algoritmos para melhorar as capacidades de pesquisa de sua principal ferramenta, uma vez que a mesma ainda não consegue responder a questões complexas.

“Tente fazer uma pergunta como ‘exibir voos por menos de US$ 300 para lugares quentes em dezembro e onde possa mergulhar’. É uma questão complicada, pois o Google precisa saber sobre voos de até US$ 300, lugares com verão em dezembro e próximos à água para mergulhar. Basicamente são três buscas distintas que você precisa cruzar as referências para obter a resposta correta”, afirmou Schmidt.

Segundo Schmidt, atualmente o Google ainda não consegue resolver este problema, mas a empresa vem trabalhando para solucioná-lo.

Este exemplo demonstra as ambições da companhia, de oferecer aos usuários as respostas mais objetivas possíveis para qualquer questão.

Além disso, Schmidt também defende o Google das acusações de antitruste nos resultados das pesquisas, alegando que a empresa só quer ser o mais direta possível nas respostas e evitar que os usuários passem muito tempo clicando para encontrar o que procuram.

“Coloque desta forma: nós criamos buscas para os usuários, não websites. E esta é nossa motivação por trás de todos os investimentos e inovações ao longo da última década”, disse.