Como o jogo Pokemon Go está dominando smartphones—e o mundo

Lançado no final da semana passada, o jogo Pokemon Go conquistou as lojas de aplicativos da Apple e do Google e rendeu 7,5 bi de dólares à Nintendo

São Paulo – Se você ainda não ouviu falar do jogo Pokemon Go, em breve você provavelmente irá. O game para smartphones foi lançado na semana passada e está conquistando usuários ao redor do mundo, causando histórias divertidas e dominando smartphones e lojas de apps.

O jogo funciona com realidade aumentada. O usuário deve andar pelas ruas e ambientes de sua cidade procurando pelos monstrinhos da famosa franquia da Nintendo. Ele combina dados do Google Maps para colocar elementos virtuais (como os monstrinhos e ginásios de batalha) no ambiente real com uso da câmera do smartphone.

Pokemon Go foi criado em parceria com a Niantic, uma empresa de desenvolvimento que nasceu dentro do Google em 2010. Até agora, o jogo tem sido a maior demonstração de como realidade aumentada pode funcionar no mundo físico. Veja abaixo um vídeo mostrando mais ou menos como o jogo funciona.

Após poucos dias de lançamento, Pokemon Go já ocupa o primeiro lugar nas listas de downloads dos países onde está disponível: Austrália, Estados Unidos e Nova Zelândia. Além disso, ele também é o app mais rentável das listas de Android e iPhone. Apesar de ser grátis, o jogador pode pagar por itens.

Em meio a tanto sucesso, o jogo ainda tem um bom território para expansão. Após chamar muito a atenção dos jogadores, os servidores do game chegaram a ficar fora do ar. Agora, a desenvolvedora trabalha para lançar o aplicativo em outros países. De acordo com o Wall Street Journal, em poucos dias ele deve chegar às lojas de países da Ásia e Europa.

Em tão pouco tempo, o jogo já trouxe ótimos resultados financeiros para a Nintendo—que não anda lá colecionando muito acertos nos últimos anos. Nesta segunda-feira, as ações da empresa fecharam com alta de 25% na Bolsa de Tóquio (onde seus papeis são negociados). Foi a maior alta desde a década de 1980. Com o aumento desde o lançamento do game, a Nintendo já ganhou 7,5 bilhões de dólares em valor de mercado.

Engajamento

De acordo com números da empresa de consultoria SimilarWeb, após poucos dias, Pokemon Go já tem um número extremamente alto de usuários ativos. Esses dados foram publicados no blog da empresa no último domingo, 10 de julho.

Em apenas um dia, o game já havia estava instalado em mais smartphones Android nos EUA do que o Tinder (o principal app de paquera do mundo). Após apenas dois dias do lançamento, 5,16% de todos os smartphones Android dos Estados Unidos já haviam baixado e instalado o app.

Entre os usuários que haviam baixado o game, 60% usavam diariamente. A porcentagem de usuários da Android usando o app diariamente está quase no mesmo patamar do Twitter—uma das principais redes sociais atualmente.

Se na taxa de uso diário Pokemon Go se destaca, espere até ver os dados de tempo médio gasto por usuários no game por dia. O número já supera app de redes sociais ou mensagens. A comparação da Similar Web foi com WhatsApp, Instagram, Snapchat e Facebook Messenger.

Os jogadores de Pokemon Go gastam, em média, 43 minutos por dia no app. O segundo colocado da lista, WhatsApp, tem média de 30 minutos de uso diários.

Como o jogo faz com que usuários de smartphone andem por aí, alguns casos engraçados estão surgindo. Um homem capturou um Pokemon enquanto acompanhava sua mulher durante um parto.

Por outro lado, algumas histórias menos divertidas apareceram. Um rapaz encontrou um corpo enquanto perseguia Pokemons nos EUA. Algumas quadrilhas estão usando o app para localizar pessoas distraídas e realizar pequenos roubos.