Como o brasileiro usa o tablet em 2017

Pesquisa indica como e onde o produto é usado no país

São Paulo – Uma pesquisa realizada pela consultoria Antennas, encomendada pela Samsung, mostra alguns dos principais hábitos dos brasileiros com seus tablets.

Para 67% dos entrevistados, o principal local de uso é em casa. Os cômodos mais populares são quarto (66%) e sala (46%). Quando estão fora de casa (33%), o uso acontece no escritório (40%) e na escola (35%).

Entre os usuários, a principal função do tablet é para os estudos, segundo 37% dos entrevistados. O entretenimento vem em seguida, com 35%, e o trabalho vem por último, com 28%.

25% dos donos de tablets os compartilham com seus filhos e 27%, com seus companheiros.

Se você deixa o seu tablet encostado em casa, saiba que você faz parte de uma minoria, de acordo com o levantamento da Antennas. O estudo indica que 80% das pessoas consideram o dispositivo como parte de suas rotinas, 72% o veem como um companheiro para todas as horas e somente 22% disseram fazer uso esporádico do aparelho.

Uma parcela quase igual de pessoas disseram que o tablet que têm atualmente em casa é o seu primeiro (37%) ou o seu segundo (39%) produto dessa categoria. Somente 18% afirmaram possuir hoje o seu terceiro tablet.

Este último ponto está relacionado com a queda de 32% sofrida pelo mercado de tablets brasileiro de 2015 para 2016, de acordo com dados da consultoria IDC. 4 milhões de unidades foram vendidas no país no ano passado, sendo que o número era de 5,8 milhões em 2015.

Neste ano, as maiores empresas de tecnologia lançaram poucas novidades no Brasil. As mais proeminentes são a nova geração do iPad (iPad, iPad 4 mini e iPad Pro), da Apple, e o Galaxy Tab S3, da Samsung. Os preços dos produtos em questão variam entre 2.499 reais e 4.999 reais.

Veja também