Cofundador da Microsoft encontra navio desaparecido em 1944

Com mais de 69 mil toneladas, o navio foi afundado pela Marinha americana durante conflito em outubro daque ano, matando mais de mil tripulantes

São paulo – O cofundador da Microsoft Paul Allen afirma ter encontrado um encouraçado japonês submerso desde a Segunda Guerra Mundial, próximo da costa das Filipinas.

Allen postou em sua conta no Twitter imagens que revelam o paradeiro do Musashi, que na época que foi construído era um dos dois maiores navios do mundo.

Com mais de 69 mil toneladas, o navio foi afundado pela Marinha americana durante conflito em outubro de 1944, vitimando mais de mil tripulantes.

A descoberta foi feita durante uma expedição científica criada por Allen a bordo de seu super iate, o MY Octopus. Segundo ele, sua equipe de pesquisadores estava procurando o Musashi desde 2007.

O navio está a quase mil metros de profundidade, no mar de Sibuyan, no centro das Filipinas. Um submarino não tripulado enviado pelo iate de Allen conseguiu registrar fotos e vídeos do encouraçado submerso.

O governo japonês confirma que, considerando a localização e a profundidade do encouraçado, existe 90% de certeza de que o navio das imagens seja o Musashi.

“Desde minha juventude sou fascinado com histórias da Segunda Guerra, inspirado pela participação do meu pai no Exército americano”, afirmou o cofundador da Microsoft, que se tornou um filantropo após sair da empresa que criou com Bill Gates.

“O Musashi é uma maravilha da engenharia e, como um engenheiro de coração, tenho profunda admiração pela tecnologia e esforço colocado na sua construção”, disse.