Coca-Cola investe R$ 3 milhões em iniciativas de impacto social

Na primeira das três etapas previstas para 2017, os recursos irão para projetos de acesso à água

Um bilhão de pessoas no planeta sofre com abastecimento insuficiente de água potável, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ainda segundo a entidade, a demanda por esse líquido vital deve aumentar 50% até 2030, o que só reforça a urgência em encontrar saídas para o tratamento eficiente e contra o desperdício. O Brasil, embora detenha 12% da reserva de água doce do mundo, está longe de ficar imune a esse problema. Na região Norte, por exemplo, menos da metade da população recebe água tratada nas torneiras.

Com impactos na saúde, no meio ambiente e na economia, o tema foi o escolhido para a primeira chamada pública do Movimento Coletivo, nova plataforma de investimento social privado da Coca-Cola Brasil, que visa investir e impulsionar iniciativas com potencial de gerar alto impacto social e ambiental. “Queremos manter o diálogo aberto com o terceiro setor, reforçando nosso compromisso de investir em programas que operam em prol da sociedade”, afirma Pedro Massa, diretor de Sustentabilidade e Valor Compartilhado da Coca-Cola Brasil.

A plataforma vai investir R$ 3 milhões ainda este ano – sendo R$ 600 mil destinados ao primeiro edital de acesso à água – e funcionará por meio de chamadas públicas, abertas a empreendedores, cientistas, organizações, estudantes e instituições de ensino. “A ideia é selecionar e alavancar ações que já estão em andamento, e nessa etapa inicial o foco é encontrar saídas para o acesso à água”, explica o diretor. A segunda fase será voltada para ações relacionadas à educação nutricional. E ainda em 2017 haverá a convocação para propostas pró-equidade de gênero e raça.

“Ao longo dos últimos anos, fomos ampliando nossa rede e dialogando com muitas pessoas e entidades da Sociedade Civil Organizada. Aos poucos, vimos que havia uma oportunidade de direcionar esses investimentos de uma forma diferente e mais transparente em colaboração com empreendedores que já atuam nas áreas”, afirma Andréa Mota, diretora de Categorias da Coca-Cola Brasil.

Inovação e eficiência

Com inscrições abertas até 14 de julho, o primeiro edital busca projetos com foco em inovação e tecnologias que poderão ampliar o acesso e tratamento à água de forma acessível e sustentável em todo o país (conheça aqui todas as categorias da chamada pública).

Um conselho deliberativo independente, formado por profissionais de diversos setores, vai escolher até dez propostas, com preferência para aquelas com potencial de replicação em diferentes lugares com dificuldades similares. E, além dos recursos financeiros, os projetos contarão com orientação de especialistas da Coca-Cola Brasil. “A água é a principal matéria-prima de nossos produtos. Vamos colocar toda nossa capilaridade e conhecimento a serviço dessa causa trabalhando em conjunto com as organizações contempladas”, avalia Pedro Massa.

O passo seguinte da plataforma será definir as regras para a abertura dos outros dois editais de 2017, igualmente focados em assuntos prioritários para empresa e o País: educação nutricional e dar voz a quem batalha em favor da diversidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s