Dólar R$ 3,28 0,59%
Euro R$ 3,68 0,15%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,28% 62.461 pts
Pontos 62.461
Variação 1,28%
Maior Alta 4,00% LREN3
Maior Baixa -2,84% JBSS3
Última atualização 23/05/2017 - 13:32 FONTE

Brasileira Rockcel quer vender 500 mil celulares até fim de 2017

Para chegar lá, a companhia abriu uma fábrica no interior de São Paulo, com capacidade de manufaturar 120 mil aparelhos por mês

São Paulo – A fabricante brasileira de celulares Rockcel quer vender 500 mil celulares até o fim de 2017, abocanhando cerca de 1% do setor de smartphones.

A meta foi revelada pela empresa na terça-feira, 6. Para chegar lá, a companhia fundada pelos brasileiros Henrique Ferreira, Aldo Moino (ex-Sony Ericsson) e José Ferreira abriu uma fábrica no interior de São Paulo, com capacidade de manufaturar 120 mil aparelhos por mês.

“Queremos vender 500 mil aparelhos até o final de 2017, tomando 1% do mercado de smartphones.”, diz José Ferreira.

Atualmente, a empresa conta com dois celulares: o Quartzo, de R$ 399; e o Opalus, de R$ 529.

Ambos contam com sistema operacional Android e boas características técnicas, mas apenas para quem está entrando no mercado de celulares inteligentes – como câmera traseira de 8 MP e armazenamento de apenas 8 GB.

Os dois aparelhos, porém, não contam com conexão 4G, algo já presente em aparelhos do mesma faixa de preço.Para o ano que vem, a empresa planeja um modelo com configurações mais avançadas, com tela de 6 polegadas.

Nós competimos com marcas como Alcatel e Positivo, que apresentam celulares de preço menor e mais acessíveis”, afirma o presidente executivo da empresa, José Trabulse Ferreira.

“Mas nós queremos mostrar para as pessoas que é possível ter um bom smartphone por um preço baixo, feito no Brasil. Somos feitos de brasileiros para brasileiros.”

Trata-se de uma meia verdade, porém: a Rockcel tem uma forte parceria com a chinesa Spreadtrum Communications: toda a interface dos aparelhos, bem como chips e estruturas, é feita na Ásia.

Por aqui, o aparelho apenas é montado e, por fim, distribuído. A marca entrou no mercado apenas em julho deste ano, quando começou a repassar aparelhos para varejistas em alguns Estados do País, como o Rio de Janeiro – nos próximos dias, os aparelhos da Rockcel devem chegar a São Paulo.