Brasil é um dos países que mais usam WhatsApp, diz pesquisa

Brasil perde apenas para a África do Sul no uso do WhatsApp, mostra pesquisa. O app é o comunicador instantâneo mais usado de todo o país

Dentre nove grandes mercados incluídos em uma pesquisa realizada pelo MEF com 6 mil usuários móveis, o Brasil é o segundo com maior uso de WhatsApp, atrás apenas da África do Sul. Segundo relatório divulgado pela entidade, 76% dos assinantes móveis no Brasil fazem uso regular do WhatsApp, que é o comunicador instantâneo mais popular no País.

O Facebook Messenger aparece em segundo lugar, acessado regularmente por 64% dos brasileiros entrevistados, seguido pelo serviço de SMS (37%) e pelo Snapchat (19%). Telegram e WeChat são usados regularmente por apenas 5% e 3% dos brasileiros com celulares, respectivamente.

Na África do Sul, o WhatsApp é usado regularmente por 82% das pessoas com linhas móveis. O comunicador instantâneo também é bastante popular na Nigéria (73% acessam regularmente), na Alemanha (72%) e na Índia (63%). Em todos estes, o WhatsApp é o mais citado como sendo usado regularmente. O Facebook Messenger, por sua vez, lidera nos EUA (65%) e no Reino Unido (59%), enquanto o WeChat é o mais usado com regularidade na China (79%).

Na média global da pesquisa, o Facebook Messenger é o mais usado regularmente, citado por 56% dos 6 mil entrevistados, seguido do WhatsApp (50%), SMS (42%), Snapchat (14%), WeChat (13%) e Telegram (3%).

Além de perguntar quais serviços e apps de comunicação instantânea as pessoas usam regularmente, a pesquisa indagou qual deles é o mais usado pelo entrevistado. Neste caso, o WhatsApp lidera no mundo: é o mais utilizado por 37% dos entrevistados. O Facebook Messenger vem em seguida, com 21% de preferência, e depois SMS (16%), WeChat (9%), Instagram (4%), BBM (3%), MMS (2%), Snapchat (2%), Line (1%), Skype (1%), Viber (1%), Periscope (1%) e Telegram (1%).

SMS

A França foi o único dos nove mercados incluídos na pesquisa em que o SMS lidera como o meio de troca de mensagens mais usado regularmente, citado por 70% dos entrevistados, à frente do Facebook Messenger (67%), do SnapChat (33%) e do WhatsApp (20%). A França é também o mercado com maior participação do Snapchat dentre os nove países da pesquisa.

O mercado com o menor uso de SMS é a China: apenas 7% dos entrevistados declararam usar SMS regularmente lá.