Brasil é o quarto com mais ameaças virtuais

Estados Unidos ficaram em primeiro lugar no ranking da Symantec, seguido de perto pela China

São Paulo – Um relatório divulgado pela Symantec aponta o Brasil como um dos principais geradores de atividades maliciosas no mundo.

O estudo “Relatório sobre Ameaças à Segurança na Internet” leva em consideração informações coletadas em 2011 pela Symantec em categorias como código malicioso, spam Zombies (computadores que enviam spam), hosts de phishing (servidores que armazenam páginas falsas), Bots (rede de computadores zumbis) e ataques na web.

Além da presença no ranking mundial, o Brasil também lidera entre os países latino-americanos e é seguido pela Argentina, que ocupa somente a 22ª posição no ranking mundial.

Os Estados Unidos ficaram em primeiro lugar no ranking mundial, seguido de perto pela China. Esses dois países também são apontados como principais origem e destino dos ataques.

A China foi responsável pela origem de 10,1% dos ataques destinados aos Estados Unidos. Em contrapartida, o próprio país americano originou 62,3% dos ataques.

Entre os tipos de malware mais comuns, a Symantec aponta o vírus Conficker como a principal ameaça em todo o mundo, tendo infectado mais de 7 milhões de computadores e representando 11,8% de todos os códigos maliciosos detectados.