Bing cresce e rouba usuários do Google

Mesmo sem oferecer, no Brasil, todos os recursos da versão americana, o Bing, serviço de buscas da Microsoft, continua ganhando adeptos entre os usuários brasileiros

São Paulo — Segundo o relatório Hitwise, da Serasa Experian, o Bing respondeu por 4,78% de todas as buscas realizadas nas primeiras 12 semanas de 2011. O número aponta um crescimento de 3,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Em comparação com o último mês de janeiro, quando tinha 3,67% de participação no mercado, o Bing cresceu 1,2%.</p>

O Google Brasil continua a liderar, de longe, o mercado nacional de buscadores. Tem 90,96% da preferência dos internautas. O número representa uma queda de 0,84% em relação ao mesmo período do ano passado.

Completam a lista dos mecanismos de busca mais utilizados pelos internautas brasileiros o Google.com (ou seja, a versão em inglês), na terceira posição, com 2,09%, seguido do Google Portugal, com 0,97%, o Yahoo! Brasil, com 0,58%, o buscador do UOL, com 0,20%, Ask.com, com 0,15%, Yahoo.com, com 0,07%, o Google Espanha, com 0,02% e o Google Reino Unido, também com 0,02%.

Em relação ao formato das buscas, o padrão com três palavras continua a ser o mais popular, sendo utilizado em 21,3% das pesquisas. Na sequência, aparecem as buscas com duas palavras, com 20,7%, e uma palavra, 19,7%. As buscas contendo quatro palavras somaram 13,6% do total, enquanto aquelas contendo cinco palavras totalizaram 10%.