Autores chineses processam Apple por direitos autorais, diz mídia

Nove autores da Sociedade de Copyright de Trabalhos Escritos processou a unidade da empresa em Pequim por violação de direitos autorais em 37 obras

Xangai – Um grupo de autores chineses processou a Apple em 11,9 milhões de iuanes (1,9 milhão de dólares) em compensações por suposta violação de direitos autorais no fornecimento de livros para download na loja online da companhia, informou a revista chinesa Caixin.

O grupo por trás do processo tem solicitado à empresa há meses que retire os livros da Apple Store.

O grupo de nove autores, chamado de Sociedade de Copyright de Trabalhos Escritos (CWWCS, na sigla em inglês), processou a Apple em Pequim por violação de direitos autorais em 37 obras, segundo a publicação.

Nos últimos anos, o grupo travou batalhas semelhantes com Baidu e Google sobre livros online.

Nenhum representante da CWWCS comentou o assunto. Uma porta-voz da Apple não estava imediatamente disponível para comentários. Ligações para a corte responsável pelo caso não foram atendidas.