Apple vendeu quase 1 milhão de iPads 2 no fim de semana inicial

O primeiro modelo só atingiu o mesmo resultado 28 dias depois de ser lançado

San Francisco – A Apple comercializou perto de 1 milhão de computadores tablet iPad 2 no final de semana inicial de vendas, o que supera o desempenho do primeiro iPad, que chegou ao mercado em abril do ano passado, segundo estimativas de analistas.

A versão original do tablet superou a marca do milhão de unidades vendidas 28 dias após o lançamento.

“Não nos surpreenderia que a Apple tenha vendido cerca de 1 milhão de iPads 2 no final de semana inicial”, disse o analista Scott Sutherland, da Wedbush Securities.

A varejista norte-americana de eletrônicos Best Buy anunciou na sexta-feira os estoques do tablet e acessórios em algumas de suas lojas se esgotaram em cerca de 10 minutos.

O analista Trip Chowdhry, da Global Equities Research, estima que a Apple pode ter vendido três vezes mais iPads 2 que iPads, nos dois primeiros dias de vendas.

Dos compradores do iPad 2, 60 por cento são donos de um iPad e 40 por cento novos consumidores do tablet. E todos eles já são proprietários de pelo menos mais um produto da Apple, segundo Chowdhry.

As pessoas preferiram o iPad 2 da operadora norte-americana de telecomunicações AT&T ao da Verizon Wireless, porque a AT&T oferece melhor assistência ao consumidor, segundo relatório do analista.

O iPad 2 começou a ser vendido nos Estados Unidos no final da última sexta-feira nas lojas da Apple, AT&T e Verizon Wireless, além de Target, Wal-Mart e Best Buy.

Segundo o banco suíço UBS, a demanda forte pelo novo iPad é um bom indício, mas as atenções estão concentradas no Japão, que em 2010 respondeu por seis por cento das vendas do aparelho. Um imenso terremoto e tsunami subsequente no final da semana passada paralisaram o país asiático.


O sucesso inicial do iPad 2 serve como alerta quanto a uma potencial bolha mundial no segmento de tablets, com a procura superando a oferta em até 36 por cento, de acordo com o analista Mark Moskowitz, do JP Morgan.

Samsung e Motorola já lançaram tablets, enquanto a Research in Motion (RIM), fabricante do BlackBerry, e a HP devem lançar produtos do tipo nos próximos meses.

A Apple deve manter 61 por cento do mercado de tablets em 2011, e as concorrentes podem enfrentar ritmo decepcionante de vendas, afirmou Moskowitz.

O iPad 2 será lançado em mais 26 países no próximo dia 25.