Ao vivo

  • Novos iPads, Mac Pro, MacBook Pro, OS X Mavericks, apps

    Termina o evento da Apple em São Francisco, na Califórnia. Vejamos um resumo do que Tim Cook e sua equipe apresentaram:

    1. iPad Air, nova edição do tablet de 9,7 polegadas da Apple, mais fino e mais leve que o iPad 4, com processador mais potente e rede Wi-Fi mais rápida. O preço começa em 499 dólares nos Estados Unidos.

    2. iPad mini Retina, com tela de alta resolução, processador mais potente, rede Wi-Fi mais rápida. O preço começa em 399 dólares nos Estados Unidos. As vendas se iniciam em novembro, mas a Apple não divulgou o dia.

    3. iPad 2 e iPad mini original continuam à venda, como opção mais barata. O iPad mini original vai custar desde 299 dólares nos Estados Unidos e, o iPad 2, desde 399 dólares.

    4. Apps Keynote, Pages, Numbers, iMovie, iPhoto e GarageBand foram atualizados nas edições para Mac e iOS. Eles passam a ser incluídos de graça nos novos dispositivos da Apple.

    5. Notebooks MacBook Pro foram atualizados com os novos processadores da série Haswell, da Intel, e tiveram o preço reduzido.

    6. Mac OS X Maverics, nova edição do sistema operacional do Mac, será distribuído de graça para os usuários.

    7. Mac Pro, poderoso computador em forma de cilindro preto, terá preço inicial de 2.999 dólares nos Estados Unidos. Tem processador Intel Xeon E5 com 4 a 12 núcleos de processamento. Pode ser configurado com até 64 GB de memória e com até três monitores com resolução 4K.

  • Nova capinha para o iPad Air

    A Apple também está lançando novas capas para o iPad Air. É parecida com a anterior, mas é menor, acompanhando o emagrecimento do tablet. Na sequência, Tim Cook volta ao palco. Ele começa a recapitular os lançamentos da Apple do mês passado e de hoje: iPhone 5s, iPhone 5c, Mac Pro, OS X Maverics, MacBook Pro atualizados, novas versões dos apps, iPad Air e iPad mini com tela Retina. Ele mostra, então, um vídeo publicitário dos novos tablets. "Outras empresas ficariam orgulhosas se tivessem um desses produtos. Nós trabalhamos duro para ter todos eles", diz Cook. Ele, então, se despede e sai do palco, encerrando a apresentação.

  • iPad mini ganha tela Retina

    Phil Schiller começa a falar do iPad mini. "Um dos recursos mais pedidos pelos usuários do iPad mini é a tela Retina. E é o que vamos mostrar hoje", diz ele. "Os pixels são tão pequenos que você não consegue vê-los individualmente", afirma. O processador foi atualizado. O tablet ficou mais rápido. E há suporte a um grande número de redes celulares 4G. O preço começa em 399 dólares nos Estados Unidos. Começa a ser vendido em novembro (ele não diz o dia). O iPad mini anterior continua a venda e tem seu preço reduzido. Vai começar em 299 dólares nos Estados Unidos. 

    Reprodução de EXAME.com

    Phil Schiller, da Apple, apresenta o iPad mini Retina

  • iPad Air

    Phil Schiller continua falando do novo iPad Air. Ele usa o processador A7, de 64 bits, que estreou no iPhone 5s. "Tem o dobro da velocidade da geração anterior", diz Schiller. As câmeras parecem continuar iguais às da versão anterior. Mas agora há dois microfones. Há duas cores: prata e branco, e cinza "espacial" e preto. O preço continua o mesmo, começando em 499 dólares nos Estados Unidos. O iPad 4 está sendo descontinuado. O iPad 2 continua à venda. Custa desde 399 dólares nos Estados Unidos. O iPad Air começa a ser vendido no dia 1º de novembro em muitos países, mas o Brasil não está na lista. Segue um vídeo sobre o iPad Air.

  • Novo iPad chama-se iPad Air

    Tim Cook solta um vídeo mostrando o iPad em uso em diferntes situações: uma indústria, um aerogerador (daqueles enormes), uma pista de patinação e até o fundo do mar. Na sequência, Phil Schiller volta ao palco e começa a falar das diversas gerações do iPad. Como previsto, o novo iPad de 9,7 polegadas é mais fino, mais leve e mais estreito que seu antecessor. Vai se chamar iPad Air. A moldura em torno da tela é 43% mais estreita. A espessura é 7,5 milímetros, 20% menos que no iPad 4. Agora todos na Apple parecem tentar falar com aquela voz teatral que o Steve Jobs usava nessas ocasiões.O novo iPad Air pesa cerca de 450 gramas apenas. É bem levinho.

    Reprodução de EXAME.com

    Phil Schiller, da Apple, apresenta o iPad Air

  • 170 milhões de iPads já foram vendidos

    Tim Cook volta ao palco. Ele continua falando de apps e enfatiza que agora são grátis. E, finalmente, chega o momento de falar sobre os novos iPads. "Quando lançamos o iPad, algumas pessoas não entenderam". Ele cita frases desdenhando o iPad. "Já vendemos 170 milhões de iPads", diz ele. Ele mostra um gráfico dizendo que o iPad é mais usado que outros tablets, cerca de quatro vezes mais. "As pessoas adoram o iPad. É o número um em satisfação do usuário", diz. Ele acrescenta que há, agora, 475 mil apps para iPad. "E não são apps de smartphone alargados, como fazem nossos concorrentes", diz. Até agora, as fotos mostradas por ele parecem ser do iPad 4. 

  • Apps Pages, Numbers e Keynote grátis

    Eddy Cue prossegue falando sobre as novas versões dos apps Pages, Numbers e Keynote. Ele chama um engenheiro ao palco para  demonstração. Há novas ferramentas de colaboração. A Apple está tentando deixar o iPad mais palatável às empresas. A reforna esses apps da série iWork vai nessa direção. Os dois trabalham juntos num mesmo documento, usando diferentes computadores, para demonstrar a colabortação. Esses apps serão gratuitos agora, diz Cue.

    Reprodução de EXAME.com

    Eddy Cue apresenta nova versão do app Pages

  • iMovie, iPhoto, GarageBand e outros apps

    Eddy Cue, vice-presidente da área da software da Apple, sobe ao palco. Ele começa a falar dos aplicativos da Apple -- iPhoto, iMovie e outros -- que estão ganhando novas versões tanto no iOS como no Mac. Os ícones foram redesenhados seguindo o estilo do iOS 7. O GarageBand passa a contar com gravador de 16 pistas em vez de 8 pistas. "É o app de criação musical mais popular do mundo", diz Cue. Um engenheiro da Apple sobe ao palco para demonstrar o novo GarageBand no Mac. Ele mostra um novo recurso de baterista automático, que acompanha o instrumentista que está tocando. Com um leve toque do mouse, ele ajusta a bateria para um som mais pesado. O GarageBand no Mac passa a vir com vários bateristas virtuais, com diferentes estilos. Cue volta ao palco e anuncia que esses três apps serão gratuitos para quem comprar um novo Mac, iPad, iPhone ou iPod touch.

  • Mac Pro

    Phil Schiller passa a falar do novo Mac Pro, o exótico computador em forma de cilindro preto. Ele tem um potente processadro Xeon E5, da Intel. Pode ter de quatro a doze núcleos de processamento, e até 64 GB de memória RAM. Há duas placas de vídeo AMD FirePro, que permitem conectar até três monitores com resolução 4K. Vai custar desde 2.999 dólares nos Estados Unidos. As vendas começam no final do ano. Schiller mostra alguns exemplos de aplicação dessa máquina em produção de vídeo, fotografia e edição de áudio. 

    Reprodução de EXAME.com

    Phil Schiller, da Apple, apresenta o Mac Pro

  • Novos MacBook Pro

    Phil Schiller, o vice-presidente de marketing da Apple, sobe ao palco para apresentar os novos MacBook Pro. Ele começa pelo modelo de 13 polegadas. O design parece idêntico ao da geração anterior. A principal diferenaça é a atualização do processador para os novos chips Haswell, da Intel. "A bateria dura 9 horas. Você pode assistir à trilogia de filmes do Batman com uma única carga", diz ele. Ele passa, então, ao modelo de 15 polegadas, também com processador Haswell. Os preços caíram. O do MacBook Pro de 15 polegadas começava em 2.199 dólares nos Estados Unidos. Agora, o preço inicial é 1.999 dólares. Os novos modelos começam a ser vendidos hoje.

    Reprodução de EXAME.com

    Phil Schiller, da Apple, apresenta a linha MacBook Pro 2013

0 novas atualizações

Tópicos: Apple, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Apps, iPad, Apps para iPad, Apps para iPhone, iPhone, Tablets, iPhone e iPad, iPad Air, iPad mini, Mac