Anonymous ataca sites do governo dos EUA após fechamento do Megaupload

O grupo afirma ter derrubado os sites da Justiça Americana, Universal Music e da Associação da Indústria de Gravação da América

São Paulo – Após um breve período de silêncio, o grupo de hackers Anonymous voltou à ativa na noite desta quinta-feira munidos de um discurso de vingança.

Pouco tempo depois do Megaupload.com ter sido retirado do ar pelo FBI, acusado de pirataria, o grupo atribuiu a si os ataques que desativaram endereços da Justiça Americana, Universal Music, Associação Cinematográfica (MPAA) e da Associação da Indústria de Gravação da América (RIAA).

O anúncio foi feito nas páginas do grupo no Twitter (@anonops e @youranonews), por volta das 19h. “O Governo derruba o #Megaupload? 15 minutos depois o #Anonymous derruba os sites do governo e das gravadoras”, diz um dos tuítes. “Vocês deviam ter previsto”, afirmaram em outro post.

O grupo também afirmou que a operação em curso, chamada de #OpMegaupload ou #OpPayback, é  “o maior ataque já feito alguma vez pelo Anonymous”, com 5.635 participantes. Os hacktivistas estariam usando “Loic”, um programa de código aberto utilizado para ataques de negação de serviço DDoS.

E parece que a ação vai continuar –  a intenção do grupo é ir atrás do site do FBI. “Pegue pipoca… será uma noite longa e engraçada”, avisou o perfil que divulga e comemora os avanços da operação.

Fechado

O Megaupload.com, um dos dos maiores sites de compartilhamento de arquivos do mundo, saiu do ar depois que o FBI indiciou seus funcionários por pirataria. Como parte da operação, foram presos quatro executivos responsáveis pelo site, e outros três diretores do endereço serão processados.

A acusação é de que o site lesou proprietários de direitos autorais em mais de US$ 500 milhões ao abrigar contéudo pirateado como filmes e músicas. Durante a noite, a página está fora do ar e não traz nenhum aviso sobre o motivo.

Atualização às 22h50

Após 3 horas de operação, o grupo hacker Anonymous foi bem sucedido em sua ofensiva contra o site do FBI, que finalmente foi derrubado por volta das 22h50 desta quinta-feira. Por enquanto não há novos alvos anunciados.