São Paulo – É como uma versão alternativa da Fórmula 1, com pequenos furiosos que servem de teste para a indústria automobilística experimentar o que há de mais avançado em tecnologia na área. A diferença é que ao invés de um motor a combustão, os carros do World Solar Challage são movidos a energia solar.

No evento, que ocorre a cada dois anos, os carros devem percorrer 3 021 km através do deserto australiano, de Darwin a Adelaide. A corrida envolve equipes de universidades e empresas. Utilizando não mais do que seis metros quadrados de paineis solares, os engenheiros buscam desenvolver os veículos elétricos mais eficientes possíveis.

Durante a viagem, existem sete pontos de verificação obrigatória onde a equipe pode realizar manutenções básica, como verificação dos pneus e limpeza dos detritos que se acumulam no caminho dentro do carro. Na edição 2013 da corrida, que dura uma semana ( de 06 a 13/10), participam 40 times de 23 países do mundo. Confira, ao lado, as fotos dos primeiros dias do evento.

Tópicos: Carros, Carros elétricos, Veículos, Carros verdes, Autoindústria, Guia de Carros, Energia, Energia solar, Infraestrutura, Sustentabilidade, Tecnologias limpas