Avião de longo alcance Airbus A350 irá operar no Brasil em 2015

A TAM será a primeira companhia aérea da América a operar o avião. A empresa já encomendou 27 aeronaves e inicia suas operações a partir de dezembro de 2015.

O aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, recebeu nesta quinta-feira (07) pela primeira vez o modelo Airbus A350 XWB, novo avião de longo alcance da fabricante francesa. A aeronave está em fase final de testes para a sua certificação.

O avião será concorrente direto do Boeing 787 Dreamliner, no entanto a capacidade do Airbus será maior (cerca de 50 lugares a mais). A aeronave terá três modelos: o A350-800 com 276 assentos (que veio para a certificação no Brasil), o A350-900 com 315 lugares e o A350-1000 para 396 passageiros. 

A TAM será a primeira companhia aérea da América a operar o avião. A empresa já encomendou 27 aeronaves, sendo que a primeira inicia suas operações no país a partir de dezembro de 2015. 

Segundo José Zaidan Maluf, vice-presidente de frotas da LATAM, grupo que controla a TAM, as rotas ainda serão definidas pela companhia, que deve receber todas as aeronaves até 2019, com uma média de 8 por ano a partir de 2016. 

Além da TAM, outras companhias aéreas brasileiras já fizeram encomendas do Airbus A350-800. A Avianca solicitou 10 aeronaves e a Azul 5 aviões. Os modelos para essas empresas, no entanto, só devem ser entregues a partir de 2018. 

Inovações – Em termos de inovação tecnológica, o Airbus A350 oferece 25% mais economia de combustível e custos de manutenção até 10% mais baratos devido às mudanças na estrutura da aeronave. 

O novo avião é produzido com 53% de materiais compostos, titânio e ligas de alumínio, que são livres de corrosão e fadiga. Mais ecológico, o modelo também reduz em 86% as emissões de CO.

Na parte interna, os passageiros terão mais conforto e novidades mesmo viajando em classe econômica. 

Com uma estrutura 15 centímetros mais larga em comparação ao 787 Dreamliner, o Airbus A350 possui até 9 poltronas por fileira (na classe econômica) com 45 centímetros de largura cada. Além disso, ajustes na pressão interna da cabine (similar a uma altitude de 1.800 metros) minimizam dores de ouvido e reduzem o ruído. 

Há também uma iluminação interna com luzes LED que permite criar uma combinação de 16,7 milhões de cores para criar um ambiente mais confortável e reduzir a sensação de jet lag (fadiga de viagem). 

O primeiro avião será entregue até o final deste ano para a companhia aérea Qatar Airways. A meta da Airbus é a partir desta entrega estabelecer a produção de 10 aeronaves por mês. Atualmente a empresa já conta com 742 pedidos de 38 companhias aéreas de modelos do A350 XWB — o preço de catálogo para os aviões é de: US$ 260,9 milhões (modelo A350-800); US$ 295,2 milhões (modelo A350-900) ; e US$ 340,7 milhões (modelo A350-1000).
 

Veja fotos do novo Airbus A350
Clique para abrir o link no navegador