7 engenhocas que podem transformar o planeta

Conheça invenções premiadas que podem mudar a maneira como vivemos e nos relacionamos

São Paulo – O James Dyson Award é um dos maiores reconhecimentos internacionais para inventores, cientistas e engenheiros de plantão e tem como objetivo incentivar que estes profissionais usem a criatividade e inventividade ao máximo, a fim de desenvolver soluções práticas para problemas reais.

A edição deste ano, anunciada esta semana, teve como grande vencedor o projeto chamado Airdrop Irrigation, sistema de irrigação para locais inóspitos, onde a agricultura seja constantemente prejudicada por períodos de seca. Desenvolvida pelo australiano Edward Linnacre, o aparelho captura o ar quente que é resfriado por uma rede de tubos até o solo, onde atinge 100% de umidade e condensa. A água produzida é armazenada embaixo da terra e usada para irrigar a base da plantação, através de um sistema de mangueiras.

Mais dois projetos chegaram até a fase final e receberam menções honrosas por conta da inventividade e utilidade. Um deles é a bengala inteligente, chamada Blindspot, que extrapola o conceito de servir de apoio para deficientes visuais e que pode de fato guia-los até um destino específico.

O outro projeto é um biombo, o Kwickscreen que pode mudar rapidamente a configuração dos ambientes em locais de alta circulação como hospitais, por exemplo. Fácil de transportar e armazenar, o Kwickscreen ajuda a manter a privacidade entre pacientes em um mesmo quarto, além de proteger contra infecções.

Confira outras invenções, entre mirabolantes e descomplicadas, que conseguiram chegar até a peneira que selecionou os finalistas e que, definitivamente, agradaram o corpo de jurados da premiação: