5 dicas para fazer boas compras online na Black Friday

A Black Friday Brasil acontece nesta sexta e promete descontos arrebatadores. Confira aqui algumas dicas para fechar bons negócios, sem dor de cabeça

São Paulo – Acontece nesta sexta-feira a quarta edição da Black Friday Brasil, evento no qual o varejo nacional, físico e online, oferece aos consumidores produtos a preços atraentes. Para quem procura por gadgets, como ultrabooks, smartphones e tablets, a Black Friday pode ser uma oportunidade de fechar bons negócios.

Mas é bom que as pessoas fiquem de olho aberto. No ano passado, o evento acabou apelidado de “Black Fraude”, depois das suspeitas de que algumas lojas online aumentaram os valores dos produtos dias antes do evento, apenas para reduzi-los a preços próximos aos originais.

Existem, contudo, algumas medidas que devem ser tomadas para garantir que as compras valham a pena e que não rendam nenhuma dor de cabeça. Confira abaixo algumas recomendações para quem está preparando a carteira para a Black Friday Brasil.

Fique atento aos seus direitos

As novas regras do comércio eletrônico, que vigoram já há alguns meses, estão aí para proteger os consumidores. “Não é porque falamos em Black Friday que temos que afastar o Código de Defesa do Consumidor”, lembrou a advogada Maria Elisa Reis, especialista em direito do consumidor no escritório Pires e Gonçalves Advogados Associados.

De acordo com ela, no que diz respeito ao evento, um dos pontos importantes das novas regras do e-commerce é o direito ao arrependimento. “Se o consumidor desistir da compra dentro do prazo de 7 dias a partir do recebimento do produto, deve entrar em contato com a loja virtual para efetuar a devolução.”


Neste caso, quem arca com os custos da devolução é o estabelecimento, e não o consumidor. Além disso, quem deve informar a administradora de cartão de crédito em relação ao cancelamento da compra é, mais uma vez, a própria loja virtual.

Avalie o histórico de preços

Existe uma extensão para navegadores, gratuita e que conta com 30 grandes lojas virtuais, que pode ajudá-lo a monitorar o histórico de preços do produto desejado. Enquanto o usuário navega em busca de ofertas, o Baixou Agora exibe uma notificação na parte superior da tela.

Nela, o plug-in irá informar se aquele é o melhor preço encontrado ou se já algum negócio melhor em outras lojas. Além disso, é possível registrar alerta de preços. EXAME.com testou o Baixou Agora e constatou que a extensão funciona, podendo ser uma aliada nesta Black Friday.

Segundo Pedro Eugênio, CEO do Busca Descontos, o site trabalha para que não haja casos de maquiagem de preços. Contudo, se ainda sim o consumidor se deparar com este tipo de prática, Maria Elisa aconselha que queixas sejam prestadas no Procon e no Ministério Público. De acordo com ela, informações desvirtuadas, o que incluí a tal maquiagem, são suficientes para a configuração de crime contra o consumidor.

Conexão segura

Outro ponto que deve ser observado pelos consumidores é a segurança da sua conexão, especialmente quando se disponibiliza dados confidenciais, como CPF e número do cartão de crédito. E uma das coisas que mostra se determinado site é seguro é o Certificado SSL.


Este certificado é identificado através de um selo de segurança, geralmente posicionado no rodapé da página, ou por um cadeado verde, que aparece na barra de endereços. Além disso, a URL do site deve sempre estar acompanhado da letra “S”, formando a sigla HTTPS.

Verifique a situação da loja virtual

Encontrou a oferta desejada em um site menos conhecido? Antes de fechar a compra, acesse o site da SerasaExperian para verificar a sua regularidade. A empresa de informação irá disponibilizar, em caráter gratuito, o acesso a uma de suas ferramentas de consulta ao CNPJ durante todo o final de semana da Black Friday.

Via “VocêConsulta Express”, os consumidores podem descobrir informações como, por exemplo, se tal empresa está envolvida em ações judiciais, por exemplo. Vale lembrar que todas as lojas virtuais são obrigadas por força de lei a informar o seu CNPJ no rodapé do site.

Compare preços

A comparação de preços é sempre uma arma eficiente nas mãos dos consumidores. No Brasil, existe uma variedade de sites que se propõem a fazer esta pesquisa. Há, por exemplo, o Buscapé, que promete ofertas exclusivas para a data.

Além dele, usuários podem também acessar o Zoom. O site conta com um serviço chamado “Zoom Garante”, que se propõe a resolver problemas entre consumidores e lojas ou devolvem o dinheiro da compra. Sempre lembrando que existem dois sites que irão reunir o maior número possível de ofertas: o Busca Descontos e Save Me.