4 tendências que a CES vai revelar esta semana

Maior e mais tradicional feira de produtos de tecnologia do mundo deve atrair 200 mil visitantes entre os dias 10 e 13 de janeiro

São Paulo – Começa hoje à noite, com keynote de Steve Ballmer, CEO da Microsoft, a maior e mais tradicional feira de produtos de tecnologia do mundo, a Consumer Eletronics Show, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

A feira, que deve atrair 200 mil visitantes entre os dias 10 e 13 de janeiro, ainda é uma referência muito importante para o mercado de tecnologia, por apontar as tendências que grandes fabricantes de software e hardware devem revelar até o final do ano.

Criada em 1967, a CES viveu seu auge nos anos 90 e início dos anos 2000. Foi na CES, por exemplo, que o mercado viu pela primeira vez um tocador de DVDs, players Blu-ray e as primeiras TVs 3D.

A partir de 2005, o evento entrou numa era de declínio, quando começou a ser esvaziado pelo boicote de grandes companhias. A Apple, por exemplo, opta há anos por demonstrar seus produtos em eventos próprios, mesma tática usada pelo Google com a criação do Google i/o.

Veja abaixo 4 tendências que a CES deve apontar este ano:

1 – TVs gigantes e super fininhas – A LG tomou a dianteira e tratou de anunciar três grandes produtos que serão exibidos em detalhes durante a feira. O primeiro e mais inovador é a TV OLED de 55 polegadas, com somente 5 milímetros de espessura e uma gama de cores maior do que a das LCD convencionais.

Outro produto já revelado é a linha de televisores de plasma sensíveis ao toque. A LG deve apresentar os modelos de 60 e 50 polegadas que, segundo a empresa, chegam ao Brasil em Abril deste ano, por 5.999 e 2.699 reais respectivamente. Outra novidade será a linha de óculos 3D com tecnologia passiva. Mais leves e agora com cores, os óculos terão design para gostos diferenciados.


Apesar de ainda não apresentar detalhes, outras fabricantes de televisores irão demonstrar todas as inovações possíveis. Uma batalha ainda não resolvida acontece no campo do 3D. De um lado há a LG com sua tecnologia passiva, que imita o cinema com óculos e ângulos de visão melhores, do outro há a tecnologia ativa, com promessas de melhora no efeito de profundidade e taxa de atualização.

2 – O despertar do Windows 8 – A edição deste ano é provavelmente a última com participação destacada da Microsoft. O anúncio mais esperado da empresa é uma versão mais sólida e com menos bugs do novo sistema operacional, o Windows 8.

O principal rumor sobre a questão revela uma versão beta para usuários domésticos. Por conta da briga entre Microsoft e a organização da CES, os anúncios da empresa devem ser contidos e reservados para seus eventos próprios.

No final de janeiro, a CES comunicou que esta será a última vez que a Microsoft abre a feira, como acontece há vários anos. No passado, Bill Gates em pessoa fazia o keynote de abertura da feira, função que atualmente cabe a Steve Ballmer, CEO da companhia.

3 – Os tablets e o sanduíche de sorvete – Os tablets se desenvolveram ao longo de 2011 e fecharam o ano na cabeça de praticamente todo consumidor voraz de tecnologia. Em 2012, essa tendência deve se manter. Durante a CES, as empresas devem apresentar seus produtos com o novo Android 4.0, o Ice Cream Sandwich.

O sistema é muito aguardado por conta das promessas do Google em relação às melhorias na interface e conversão de aplicativos de telas menores para as telonas dos tablets.

4 – Menores, mais leves e potentes – Outra categoria que promete ganhar espaço durante a feira são os ultrabooks. Acer, Sony Vaio e Asus devem apresentar seus novos modelos com configurações poderosas e carcaças magras e muito leves.

Na contramão da miniaturização, estão os smartphones, que devem chegar com hardware ainda mais potente, telas de maior resolução e formatos de 4 ou mais polegadas para os modelos topo de linha.