Quanto custa manter um carro compacto, um sedan e um SUV

EXAME.com colocou na ponta do lápis os gastos médios que você pode ter com três modelos de carro diferentes

São Paulo – Você já parou para calcular quanto custa manter um carro? Talvez tenha apenas uma noção vaga, mas pode custar bastante. Para facilitar sua vida, EXAME.com colocou na ponta do lápis todos os gastos que você pode ter, em média, com três modelos de carro diferentes: um compacto, um sedan e um SUV. As simulações foram feitas pela consultoria Jato Dynamics.

Você verá que, além dos valores do carro em si, os custos com gasolina, seguro, manutenção e impostos variam muito de um modelo para o outro. Além disso, há dois itens que muitas vezes são menosprezados, mas que pesam muito no orçamento: a depreciação do veículo com o tempo e a taxa de juros do financiamento.

Os carros escolhidos para a simulação foram os mais vendidos por modelo (compacto, sedan e SUV) em abril de 2016, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Os cálculos foram feitos com base na distância média rodada por veículos no Brasil, de 15 mil quilômetros ao ano. Além disso, foi considerado o período médio que os brasileiros ficam com o mesmo carro, de três anos.

Confira nas tabelas a seguir a simulação dos custos ao mês e por quilômetro para manter cada carro, com e sem a depreciação e os juros do financiamento. 

Modelo compacto – Chevrolet Onix (Versão 1.0 LS)

Gasto por mês Valor (R$)
Depreciação 334,20
Juros do financiamento 399,00
Gasolina 385,42
Seguro 153,28
Revisões em concessionárias 47,14
Manutenção* 78,33
Pneus** 31,78
Impostos (DPVAT, Licenciamento e IPVA) 70,42
Total em três anos 53.984,38
Total por mês 1499,57
Total por quilômetro 1,20
Total por mês sem a depreciação e os juros do financiamento 766,36
Total por quilômetro sem a depreciação e os juros do financiamento 0,61


Modelo sedan – Toyota Corolla (Versão 2.0 XEI Multi-Drive-S)

Gasto por mês Valor (R$)
Depreciação 794,66
Juros do financiamento 910,99
Gasolina 385,42
Seguro 265,28
Revisões em concessionárias 59,53
Manutenção* 83,63
Pneus** 49,22
Impostos (DPVAT, Licenciamento e IPVA) 142,44
Total em três anos 96.882,19
Total por mês 2.691,17
Total por quilômetro 2,15
Total por mês sem a depreciação e os juros do financiamento 985,52
Total por quilômetro sem a depreciação e os juros do financiamento 0,79


Modelo SUV – Honda HR-V (Versão 1.8 EXL CVT)

Gasto por mês Valor (R$)
Depreciação 783,81
Juros do financiamento 994,73
Gasolina 420,44
Seguro 491,03
Revisões em concessionárias 86,11
Manutenção* 98,16
Pneus** 60,83
Impostos (DPVAT, Licenciamento e IPVA) 153,22
Total em três anos 111.180,04
Total por mês 3.088,33
Total por quilômetro 2,47
Total por mês sem a depreciação e os juros do financiamento 1309,79
Total por quilômetro sem a depreciação e os juros do financiamento 1,05

*Manutenção calculada com base na média de trocas de peças a cada três anos ou 45 mil quilômetros rodados. Inclui trocas de peças como limpadores, pastilhas e discos de freio, que não estão previstas no manual do veículo e não são incluídas nas revisões das concessionárias.

**Pneus originais dianteiros trocados a cada 30 mil quilômetros rodados e pneus originais traseiros traseiros trocados a cada 40 mil quilômetros. 

Os três itens que mais pesam no orçamento

1. Juros do financiamento

Muitas vezes, entrar em um financiamento é a única alternativa que torna possível ter um bem de valor alto, como um carro. No entanto, os juros ocupam um espaço impressionante do orçamento, especialmente em tempos de taxas de juros altas como agora.

Por isso, antes de entrar em um financiamento, é imprescindível comparar as taxas de juros e de administração cobradas por diferentes bancos (confira as taxas de juros no site do Banco Central). Outra dica é dar sempre a maior entrada possível.

2. Depreciação

A desvalorização do carro com o tempo é um valor que você não sente sair do bolso, mas que pode fazer você perder muito dinheiro ao revender o veículo futuramente. Por isso, na hora de escolher qual modelo comprar, é importante saber o nível de depreciação do carro, que pode variar bastante de um modelo para o outro.

Em geral, quanto mais procurado é um carro, menos valor ele perde no tempo, porque ele tende a ser revendido com mais facilidade no futuro.

3. Seguro

Não esqueça de olhar para o preço do seguro ao escolher qual carro comprar. Seu valor pode variar bastante, conforme uma infinidade de itens. Entre eles, o modelo, o perfil do motorista, o local onde mora e quanto tempo costuma rodar por dia.

O custo de reparo, o índice de roubos e acidentes, onde você estaciona e até se possui filhos que tiraram a CNH recentemente também pesam nessa conta feita pelas seguradoras.