Problemas na migração do HSBC para o Bradesco? Veja seus direitos

Relatos mais comuns são falhas na criação de conta-salário, bloqueio do cartão de crédito e débito de dívidas que estavam em negociação no HSBC

São Paulo – A migração dos clientes do HSBC para o Bradesco, iniciada no dia 8 de outubro, está dando dor de cabeça para alguns clientes do HSBC, conforme reclamações postadas no site Reclame Aqui.

As reclamações mais recorrentes apontam falha na transição de conta salário para o Bradesco, bloqueio do cartão do HSBC e demora na entrega do cartão de débito do Bradesco. Há também relatos de débito do valor integral de dívidas que estavam em negociação no HSBC.

Desde o início da migração, foram postadas mais de mil queixas relacionadas ao Bradesco no Reclame Aqui, uma média de 114 por dia.

Apesar dos problemas, o vice-presidente de tecnologia do banco, Maurício Minas, considera que a migração de 5 milhões de clientes do HSBC, feita durante um final de semana, foi bem-sucedida. “Pelo porte da operação, imaginar que não haveria ocorrência era uma utopia”, diz.

Já prevendo essas ocorrências, o banco diz ter ampliado sua central de atendimento para dar suporte aos clientes.

Veja abaixo como cada problema está sendo solucionado e o que fazer em cada caso:

Salários atrasados

Sobre os problemas relacionados à abertura de contas-salários, que provocaram atraso do pagamento das empresas aos clientes do banco, Minas explica que as falhas foram causadas por conta da diversidade de arquivos com a folha de pagamento que as empresas mandaram para o Bradesco.

“Em situações, pontuais, que envolveram algumas grandes empresas, tivemos problemas no reconhecimento do formato desses arquivos pelo banco. Essas inconsistências tiveram de ser tratadas manualmente, o que causou atrasos no salário de alguns funcionários”, explica o executivo.

Nesse caso, o banco irá assumir a responsabilidade se houver qualquer prejuízo tanto para a empresa como para o cliente, afirma Minas. “Se o cliente ficar com a conta negativa até receber o salário, o banco não poderá cobrar juros”, diz Ione Amorim, advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Identificados na semana passada, Minas aponta que desde então o banco avançou na solução dos problemas. “Não posso dizer que está tudo resolvido, mas não registramos novas ocorrências nas últimas 24 horas”.

Caso o problema não seja solucionado, Ione, do Idec, diz que o consumidor pode até mesmo entrar com uma ação na justiça por dano moral.

Demora no recebimento de cartões

Sobre problemas relacionados à demora em receber cartões de débito do Bradesco e bloqueio do cartão do HSBC, Minas garante que todos os cartões do HSBC somente serão bloqueados após 31 de outubro. “Até lá, todo cliente do HSBC poderá continuar usando o cartão, a não ser que já tenha ativado o novo cartão do Bradesco. Nesse caso, o cartão do HSBC é automaticamente bloqueado”.

Minas recomenda a clientes que ainda não receberam o cartão do Bradesco para que verifiquem no banco se é necessário atualizar seu endereço. “Se ele não recebeu certamente há algum problema com o seu cadastro no banco. Enviamos 100% dos kits de boas-vindas há algum tempo”.

Caso o Bradesco verifique que diversos clientes ainda não ativaram o cartão Bradesco o prazo para o bloqueio do cartão HSBC pode se estender por mais 30 dias.

Ione, do Idec, aponta que o cartão do HSBC não pode ser bloqueado antes do prazo estabelecido ou até que o novo cartão seja entregue ao cliente. “Nesse caso, o banco tem de estornar qualquer prejuízo que o cliente teve durante o tempo que ficou sem o cartão. Alguns serviços, como transferências, são mais caros se realizados em agências. O banco deve devolver essa despesa extra ao cliente”.

Débito de dívidas negociadas

Clientes que verificaram cobranças indevidas na migração, como débito de dívidas que estavam sendo negociadas, devem entrar em contato com o banco e apontar evidências sobre a negociação, como o e-mail de um gerente, por exemplo.

Minas afirma que todas as condições das dívidas de clientes do HSBC serão preservadas no novo banco. “Se algum desconto foi combinado no HSBC e por alguma razão se perdeu antes de ser efetivamente aplicado, ele será cumprido no Bradesco”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eu sou uma das vítimas desta infeliz migração, e os problemas já não são de agora, tento desde setembro a reemissão do meu cartão de crédito, tentei através de centrais de atendimento (Péssimas) e da minha “gerente” de contas que é uma desqualificada, fui à agência e passei quase três horas no local tentando resolver e nada andou, na última sexta, depois de reclamar no SAC do banco, fui informado por uma funcionária da agência que seria necessário fazer um novo cadastro, e que tinham a informação que eu havia solicitado o cancelamento do meu cartão sem opção de reemissão o que é mentira! Enfim, eu já sabia que perderia muito em qualidade indo para um banco que busca apenas quantidade e não qualidade, o Sr. Maurício e seus demais colegas diretores precisam tirar o traseiro da cadeira e ir ver de perto o lixo de migração que estão conduzindo, embora creio, já estão acostumados com este cenário trágico de filas, desencontros e reclamações constantes.