Os bancos com mais reclamações em janeiro e fevereiro

Banco Central divulgou o levantamento dos bancos de médio e grande portes mais reclamados no primeiro bimestre deste ano. Confira

São Paulo – O Bradesco novamente liderou a lista de bancos com mais reclamações entre as grandes instituições financeiras (com mais de quatro milhões de clientes) no primeiro bimestre deste ano, segundo o ranking de queixas divulgado nesta quarta-feira (15) pelo Banco Central.

Já entre os bancos médios (com menos de quatro milhões de clientes), o Safra continua liderando a lista e concentrou o maior número de reclamações em janeiro e fevereiro.

O segundo banco com mais queixas entre as instituições financeiras de maior porte no mês foi o Banco do Brasil. A Caixa ficou na terceira colocação entre os grandes bancos que concentraram mais reclamações no primeiro bimestre de 2017, depois de ter liderado o ranking de janeiro e fevereiro.

Na lista dos bancos médios com mais queixas, o Pan e o Paraná Banco ficaram na segunda e na terceira colocação, respectivamente, no período.

Metodologia

ranking inclui apenas reclamações procedentes. As queixas de clientes das instituições financeiras são recebidas e analisadas pelo BC, que verifica se, de fato, o banco descumpriu as normas do Conselho Monetário Nacional (CMN).

A lista mostra a quantidade de reclamações contra cada banco para cada grupo de um milhão de clientes. O objetivo é evitar distorções e impedir que bancos apareçam no topo do ranking apenas porque têm mais clientes.

A lista completa pode ser consultada no site do Banco Central.

Veja a seguir a lista dos bancos mais reclamados de janeiro e fevereiro.

Bancos grandes – mais de dois milhões de clientes

As principais queixas entre os bancos de maior porte foram irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATMe serviços; débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente e oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada.

1º Lugar: Bradesco (conglomerado)

Reclamações procedentes 1.598
Número de clientes 92.474.594
Índice* 17,28

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada; irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito; e irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATMe serviços..

2º Lugar: Banco do Brasil (conglomerado)

Reclamações procedentes 1.024
Número de clientes 59.336.099
Índice* 17,25

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente; oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada; e irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATMe serviços.

3º Caixa (conglomerado)

Reclamações procedentes 1.286
Número de clientes 83.628.417
Índice* 15,37

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATMe serviços; débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente; e irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito.

4º Lugar: Santander (conglomerado)

Reclamações procedentes 514
Número de clientes 37.357.992
Índice* 13,75

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATMe serviços; oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada; e irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito.

5º Lugar: Itaú (conglomerado)

Reclamações procedentes 790
Número de clientes 68.424.287
Índice* 11,54

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada; irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATMe serviços; e débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente.

Bancos médios – menos de quatro milhões de clientes

A oferta de crédito a pequenas e médias empresas, realização de empréstimos consignados e financiamentos de carros são os principais serviços oferecidos pelos bancos médios.

As principais reclamações sobre as instituições financeiras com menos de dois milhões de clientes são restrição à realização de portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas naturais; e concessão de crédito consignado sem a formalização do título adequado.

1º lugar: Safra (conglomerado)

Reclamações procedentes 79
Número de clientes 948.641
Índice* 83,27

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

Principais reclamações (em ordem decrescente): restrição à realização de portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas naturais; concessão de crédito consignado sem a formalização do título adequado; e irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado.

2º lugar: Pan (conglomerado)

Reclamações procedentes 210
Número de clientes 2.879.719
Índice* 72,92

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

Principais reclamações (em ordem decrescente): restrição à realização de portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas naturais; concessão de crédito consignado sem a formalização do título adequado; e outras irregularidades relacionadas à portabilidade de operações de crédito de pessoa natural.

3º lugar: Paraná Banco(conglomerado)

Reclamações procedentes 49,50
Número de clientes 626.244
Índice* 49,50

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

Principais reclamações (em ordem decrescente): .restrição à realização de portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas naturais; irregularidades relacionadas ao fornecimento de informações sobre operações de crédito consignado (pessoa natural); e irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado.

Veja também
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Seria interessante saber se essas reclamações estão sendo resolvidas.