São Paulo - Tipo de cobertura, perfil do motorista, modelo e localização do veículo, acessórios e equipamentos de segurança. São tantas as variáveis que influenciam no preço final de um seguro que não é fácil, para o segurado, saber se está pagando caro ou não. O motorista pode tentar barganhar, mas não pode ter a pretensão de pagar pouco se mora em um bairro com alto índice de furtos ou se tem três anos de carteira ou menos. Para saber se o valor pago é proporcional ao risco, o melhor é calcular a proporção entre o valor do seguro e o do veículo.

O corretor Clécio Brichesi, da Nova Feabri, estima que um preço de seguro considerado "excelente" varia entre 3% e 4% do valor do veículo. Acima de 4% até 6%, ainda é considerado um preço bom. Acima de 6% até 9%, o seguro é razoável, mas a partir de 9% do valor do carro, já pode ser considerado um seguro caro. Como a diferença entre cada faixa é pequena, vale a pena cotar em várias seguradoras para chegar ao seguro mais em conta mesmo que o perfil do segurado seja de alto risco.

Mas alguns seguros serão muito caros mais pelo tipo e pelo modelo do automóvel do que por qualquer outro fator. Como o seguro é uma despesa permanente, pode ser bom considerar essas variáveis no momento de comprar um carro. Veículos de uma mesma faixa de preço observam, para um mesmo perfil de condutor, variações consideráveis no mercado. E nem sempre os veículos mais caros são os que têm o seguro mais alto. Isso porque o preço do seguro não tem tanto a ver com o preço do carro, mas sim com o custo do reparo em caso de sinistro e principalmente com o risco de acidente e roubo, de acordo com as estatísticas da seguradora.

Os bons carros populares costumam ter seguros proporcionalmente elevados, ou até absolutamente mais altos do que os seguros de alguns carros mais caros. Esses modelos normalmente são visados por ladrões, seja por alimentarem os desmanches - onde suas peças e acessórios são bastante procurados - seja por terem peças facilmente adaptáveis a outros modelos da mesma marca, seja por facilitarem a fuga de bandidos por serem muito comuns nas ruas.

É o que acontece, por exemplo, com alguns modelos mais baratos da Volkswagen e da Fiat. O Portal EXAME montou o ranking dos veículos mais visados do país no primeiro semestre de 2009, data dos últimos dados disponíveis no site da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Entre os carros com mais de 10.000 unidades seguradas e expostas, os dez maiores índices de roubo são:

Índice de roubo de veículos
Modelo Índice de roubo e furto Veículos expostos (aprox.)
Volkswagen Parati acima de 1.0 2,116% 45.000
Volkswagen Gol acima de 1.0 2,015% 108.000
Volkswagen Santana 2,015% 24.000
Fiat Stilo 1,955% 28.000
Mercedes Classe A 1,877% 13.000
Fiat Punto 1,786% 23.700
Volkswagen Saveiro 1,774% 45.700
Volkswagen Gol 1.0 1,705% 400.000
Fiat Uno 1.0 1,672% 222.000
GM Chevrolet Monza 1,603% 11.000
Fonte: SUSEP

O impacto de fatores como a probabilidade de furto fica bem evidente na tabela a seguir, que mostra as cotações de seguro para um motorista do seguinte perfil: sexo masculino, 45 anos, casado, morador de casa com garagem de portão automático, sem filhos com idade entre 18 e 24 anos, morador de Santo André, no ABC paulista. Ele usa o veículo para percorrer uma distância de 40 km diariamente na ida e volta do trabalho, onde o deixa estacionado na garagem. Não estuda e não visita clientes. Com isso, percorre 1.200 km por mês.

Valor de seguro por modelos
ATÉ 30.000
Modelo Valor
Logan Authentique 1.0 16V Hi-flex R$ 1.506,68
Corsa Sedan Classic 1.0 Flex R$ 1.581,87
Ka 1.0 8V Flex 3P R$ 1.590,27
Logan Expression 1.0 16V Hi-flex R$ 1.638,30
Celta Hatch Life 1.0 VHC Flex 3P R$ 1.656,65
Prisma Joy 1.0 8V Flex 4P R$ 1.731,61
Sandero Autentique 1.0 Flex 16V 4P R$ 1.769,58
Siena Fire 1.0 Flex R$ 2.040,52
Ka 1.6 8V Flex 3P R$ 2.102,59
Novo Gol 1.0 Total flex 4p R$ 2.199,19
Uno Mille Fire Economy Flex 3p R$ 2.294,68
DE 30.000 a 35.000
Modelo Valor
Prisma Max 1.4 Econoflex R$ 1.634,69
Logan Expression 1.6 8V hi-torque R$ 1.663,72
Fox 1.0 8V 5P R$ 1.810,76
Sandero Authentique 1.6 Flex 8V 4P R$ 1.861,57
Fox Route 1.0 Mi 8V Total Flex 5P R$ 1.889,29
Agile LT MPFI Flex 4P R$ 1.904,90
Fiesta hatch 1.6 8V flex 5P R$ 1.916,32
Sandero Expression 1.6 Flex 8V 4P R$ 1.972,28
Siena EL 1.0 Fire Flex R$ 2.090,48
Palio ELX 1.4 MPI Fire Flex 4P R$ 2.268,60
DE 35.000 a 40.000
Modelo Valor
Gol I-Motion 1.6 Flex 8V 4P R$ 1.620,89
C3 GLX 1.4 Flex 8V 4P R$ 1.935,24
207 Hatch Quicksilver 1.4 8V 5P R$ 1.994,08
Fiesta Sedan 1.6 8V Flex 4P R$ 2.005,90
Fox I-Motion 1.6 Flex 4P R$ 2.156,65
Sandero Vibe Flex 1.6 5P R$ 2.196,35
Fox 1.0 8V 5P R$ 2.245,71
Agile LTZ 1.4 8V R$ 2.250,94
Voyage I-Motion 1.6 Flex R$ 2.446,58
Siena ELX 1.4 Fire Flex R$ 2.709,86
DE 40.000 a 50.000
Modelo Valor
Fiesta Hatck Trail 1.6 8V Flex 5P R$ 2.056,84
C3 Exclusive 1.4 Flex 8V 5P R$ 2.121,17
Astra Advantage 2.0 8V Flex 4P R$ 2.153,22
Punto ELX 1.4 8V Flex 5P R$ 2.162,09
Punto HLX 1.8 8V Flex 5P R$ 2.246,02
Sandero Priv. 1.6 Flex 16V 4P R$ 2.266,03
Symbol Expresion 1.6 8V Hi-torque R$ 2.267,77
Polo Sedan 1.6 Mi 8V Total Flex G3 4P R$ 2.279,55
Symbol Privilege 1.6 16V Hi-Flex R$ 2.372,57
Polo I-Motion 1.6 Total Flex 5P R$ 2.469,07
Voyage I-Motion Comf. 1.6 Flex R$ 2.679,33
Stilo 1.8 Attractive Flex 4P R$ 3.134,09
Golf 1.6 MI Total Flex 4P R$ 4.012,34
DE 50.000 a 60.000
Modelo Valor
Focus Hatch GL/GLX 1.6 4P Flex R$ 2.391,25
Honda City Sedan LX 1.5 Flex 16V 4P Mec R$ 2.443,54
C4 Hatch GLX 1.6 16V Flex 5P (MEC) R$ 2.628,84
307 Presence 1.6 Flex 4P R$ 2.840,14
Sentra 2.0 (MEC) R$ 3.034,61
Cerato 1.6 16V (MEC) R$ 3.541,39
Impreza Hatch 1.5 R 4x4 R$ 3.684,52
Bora 2.0 (MEC) R$ 4.002,03
DE 60.000 a 70.000
Modelo Valor
Civic Sedan LXL 1.8 Flex 16V MEC 4 R$ 2.376,38
Vectra Expression 2.0 8V Flex 4P Aut. R$ 2.697,16
Corolla GLI 1.8 Flex 16V MEC R$ 2.756,69
C4 Pallas GLX 2.0 16V 4P (MEC) R$ 2.765,49
Linea HLX 1.9 16V Flex 4P Dualogic R$ 2.766,14
C4 Pallas Exclusive 2.0 16V R$ 2.831,24
Focus Hatch Ghia 2.0 16V R$ 2.970,78
Focus Sedan Ghia 2.0 16V R$ 3.133,50
i30 2.0 145 CV AT R$ 3.516,21
Stilo Sporting 1.8 8V Flex 5P Dualogic R$ 3.830,17
Impreza Hatch 2.0 R 4x4 R$ 4.374,34
Magentis EX 2.0 16V 142CV AT R$ 4.381,95
ACIMA DE 70.000
Modelo Valor
Corolla XEI 2.0 Flex 16V aut. R$ 2.999,47
Focus Ghia Sedan 2.0 AT 4P R$ 3.231,31
Jetta 2.5 20V Tiptronic R$ 3.527,50
New Beetle Hatch 2.0 R$ 4.039,06
Fusion SEL 2.5 16V 173 cv Aut R$ 4.191,14
Azera GLS 3.3 V6 aut. R$ 4.410,85
Accord Sedan EX-AT 3.5 V6 24V R$ 5.492,93
Fusion Sedan SEL 3.0 V6 Aut R$ 5.627,49
Passat Sedan 2.0 16V Turbo FSI Tiptronic R$ 7.074,19
Fonte: Nova Feabri Corretora

Para um mesmo motorista, o seguro de um Ford Fiesta Trail 1.6 zero km pode ser cerca de 200 reais mais barato do que o de um Novo Gol 1.0 zero km. O seguro do Fiesta é mais barato apesar de o modelo da Ford custar, em média, 38.000 reais, enquanto que o da Volkswagen custa cerca de 32.000 reais. Vale lembrar que o índice de roubo do Fiesta é menor que 1% tanto no Brasil como um todo quanto na região metropolitana de São Paulo ao passo que os Gols 1.0 estão historicamente entre os mais visados (índices de 3,8% no Grande ABC e 1,7% em todo país).

Há, no entanto, casos de veículos que possuem seguros muito mais altos que os dos carros populares. "Existem seguros que chegam a 50% do valor do veículo, mas dificilmente alguém contrata uma apólice nesses casos", explica Brichesi. É o caso de alguns carros importados, antigos, fora de linha ou superesportivos. Esses veículos têm peças de reposição mais caras e difíceis de encontrar (principalmente os importados que não têm fábrica no Brasil) e isso encarece bastante os custos de reparo se ocorrer um acidente. Esse motivo, no entanto, afeta mais o custo da franquia do que propriamente o valor do prêmio.

Já os superesportivos têm um risco maior de colisão, já que seus motoristas costumam testar os limites da máquina em alta velocidade. Os antigos e fora de linha, por sua vez, correm o risco adicional de serem muito visados para roubo e furto devido à grande procura por suas peças no mercado paralelo de peças de reposição.

O alto índice de roubo de um veículo, no entanto, não significa que não valha a pena fazer o seguro. Embora sejam mais caras, essas apólices ainda estão dentro dos níveis considerados normais para o mercado. Já para os veículos de seguro exorbitante - por exemplo, os de 50% do valor do carro - contratar uma apólice completa pode não ser mesmo uma boa escolha. Mas há algumas medidas que podem pesar menos no bolso.

Uma opção é contratar apenas uma cobertura de responsabilidade civil facultativa (RCF), que cobre danos provocados a terceiros. Esses seguros são mais baratos e garantem que o motorista será capaz, pelo menos, de cumprir suas obrigações civis caso provoque um acidente. "Essa medida é aconselhável se o carro for muito antigo ou se for o segundo ou terceiro veículo da família", aconselha Jabis Alexandre, vice-presidente da unidade de automóvel da Seguradora Mapfre. Já o corretor Carlos Lucena, da Lucena Seguros, recomenda: "Para carros importados de mais de oito anos, pode ser mais indicado fazer seguro apenas contra incêndio e roubo, já que o que afetaria mais o preço é a colisão."

Tópicos: Carros, Autoindústria, Veículos, Carros importados, Guia de Carros, Fiat, Empresas, Montadoras, Empresas italianas, Ford, Empresas americanas, Seguros, Volkswagen, Empresas alemãs