Aguarde...

Comparativo | 21/02/2013 06:30

Qual o melhor banco para acumular milhas no cartão?

Comparação entre os cartões dos maiores bancos mostra as vantagens e desvantagens do programa de fidelidade de cada um quando o assunto é milhas

Marcos Santos/USP Imagens

Cartões de crédito

Quanto mais sofisticado é o cartão, mais fácil é juntar pontos para trocar por milhas

São Paulo – Dependendo do seu cartão de crédito, seu acúmulo de pontos e consequente troca por milhas aéreas pode ser uma tarefa mais ou menos hercúlea. Mas a paridade entre pontos e milhas é a mesma na esmagadora maioria dos programas de fidelidade de cartões de crédito: 1 milha por ponto. Porém, mudanças no programa de fidelidade dos cartões do Itaú farão com que a transferência de pontos para programas de milhagem de companhias aéreas se torne menos interessante. A partir de 1º de março, clientes Itaú terão de gastar 1,25 ponto por milha.

A mudança faz parte de uma cesta de novidades que o banco vai lançar em seu programa de fidelidade Sempre Presente. Na prática, ela torna a transferência de pontos menos atrativa de propósito, uma vez que a partir do mês que vem será possível comprar passagens de quaisquer companhias aéreas diretamente com os pontos, sem restrição de trechos, horários, assentos ou número mínimo de pontos para resgate. Ao dispensar a intermediação dos programas de milhagem das companhias aéreas, o processo seria mais fácil e vantajoso para o cliente. Ao menos é o que promete o Itaú.

Se essa promessa será cumprida só será possível saber depois que as novidades estrearem. Mas mesmo levando em conta essas novidades, qual será o programa de fidelidade de cartão de crédito mais interessante quando o assunto é troca de pontos por milhas aéreas. O Bradesco, por exemplo, também dispõe de um sistema semelhante ao que o Itaú vai implantar, de compra direta de passagens com pontos. E com exceção dos cartões da linha Gold e de alguns American Express, que precisam de 1,25 ponto por milha na transferência de pontos para o Multiplus, os demais cartões Bradesco mantêm a paridade de 1 para 1, comum aos programas dos demais bancos. O Banco do Brasil e o Santander também têm a paridade 1 para 1 para todos os seus cartões, além de disporem da opção de transferência de pontos para outros programas de fidelidade, onde também é possível trocá-los diretamente por passagens aéreas e outros produtos.

EXAME.com compilou as informações dos programas de fidelidade dos cinco maiores bancos brasileiros, para que seja possível comparar como os programas funcionam para cada tipo de cartão. A tabela a seguir já está atualizada com as novas informações do Itaú. Repare que os cartões mais sofisticados, de anuidades mais caras e voltados para clientes de renda mais alta, tendem a acumular mais pontos por dólar gasto ou valor equivalente em reais, e esses pontos demoram mais a expirar do que nos cartões comuns. O número de companhias aéreas parceiras e o número mínimo de pontos para resgate também costumam variar bastante.

Cartão Paridade gastos e pontos Paridade pontos e milhas Validade dos pontos Mínimo de pontos para resgate
BB Ourocard (doméstico e internacional) US$ 1 = 1 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito) 1 ponto = 1 milha 24 meses 10.000
BB Ourocard Gold Visa e Master US$ 1 = 1 a 1,2 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito) 1 ponto = 1 milha 24 meses 10.000
BB Ourocard Platinum Visa e Master US$ 1 = 1,2 a 1,75 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito) 1 ponto = 1 milha 36 meses 10.000
Ourocard Estilo Platinum American Express (BB) US$ 1 = 1,6 a 2 pontos (crédito) e 0,5 ponto (débito) 1 ponto = 1 milha 36 meses 10.000
Ourocard Estilo Platinum Visa ou Master (BB) US$ 1 = 1,5 a 1,9 ponto (crédito) e 0,5 ponto (débito) 1 ponto = 1 milha 36 meses 10.000
Ourocard Infinite ou Black (BB) US$ 1 = 2 a 2,2 pontos (crédito) e 0,5 ponto (débito) 1 ponto = 1 milha Não expiram 10.000

 

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados