São Paulo - O preço médio do metro quadrado dos imóveis anunciados para venda no Brasil apresenta uma queda real de 7,44% entre janeiro e novembro deste ano, de acordo com o Índice FipeZap.

A queda real é registrada quando o preço dos imóveis apresenta variação inferior à alta generalizada de preços, que é medida por índices inflacionários, como o IPCA

Enquanto o preço médio dos imóveis registra uma tímida alta de 1,32% no acumulado do ano, a expectativa da inflação no período, calculada pelo IBGE, é de 9,47%.

O FipeZap acompanha a variação de preços do mercado imobiliário em 20 cidades brasileiras com base no comportamento dos preços dos imóveis anunciados no site Zap Imóveis.

Quando se compara novembro com o mês anterior, os preços médios dos imóveis à venda nas 20 cidades incluídas no índice ficaram praticamente estáveis ao registrarem uma leve queda de 0,05%.

Nos últimos 12 meses encerrados em novembro, a variação média dos preços nas cidades acompanhadas pelo FipeZap foi de 1,66%. O valor representa uma queda real de 7,85% dos preços das unidades no período, já que a inflação esperada para o mesmo período é de 10,32%. 

Abaixo da inflação

As 20 cidades monitoradas pelo índice registraram variação de preços inferior à inflação no acumulado do ano e, portanto, tiveram queda real de preços no período.

Oito cidades também apresentaram queda nominal (variação negativa) de preços em novembro: FlorianópolisRio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Contagem, Salvador, São Paulo, e Brasília.

O valor médio do metro quadrado anunciado nas cidades que compõem o índice foi de 7.609 reais em novembro. A cidade mais cara continua sendo o Rio de Janeiro, onde o metro quadrado custa, em média, 10.458 reais. A cidade é seguida por São Paulo, onde o preço médio do metro quadrado é de 8.610 reais.

As duas cidades que apresentaram os valores do metro quadrado mais baratos foram Contagem, na qual o preço médio das unidades é 3.551 reais, e Goiânia, onde o metro quadrado custa, em média, 4.179 reais.

Veja na tabela a seguir a variação dos preços dos imóveis à venda nas 20 cidades acompanhadas pelo FipeZap. A lista foi ordenada da menor para a maior variação de preços em novembro.

Região Variação mensal novembro/15 Variação mensal outubro/15 Variação em 2015 Variação nos últimos 12 meses
Florianópolis -0,56% -0,48% 8,25% 7,94%
Rio de Janeiro -0,31% -0,44% -1,16% -0,74%
Belo Horizonte -0,26% -0,29% 0,34% 0,92%
Recife -0,18% -0,20% 0,00% 1,50%
Contagem -0,15% -0,31% 3,87% 4,61%
Salvador -0,11% -0,10% 2,38% 2,28%
São Paulo -0,08% 0,04% 2,41% 2,76%
Brasília -0,07% -0,13% -1,30% -0,92%
Índice FipeZap Ampliado -0,05% -0,01% 1,32% 1.66%
Goiânia 0,08% 0,03% 1,85% 2,65%
Niterói 0,10% -0,19% -2,74% -2,47%
Fortaleza 0,20% 0,51% 5,42% 6,00%
Campinas 0,22% 0,19% 3,40% 3,65%
São Bernardo do Campo 0,27% 0,22% 2,80% 3,15%
Santos 0,28% 0,16% 3,91% 4,29%
Vila Velha 0,30% 0,58% 3,94% 4,72%
Santo André 0,34% 0,23% 3,99% 4,22%
Curitiba 0,45% 0,41% 0,04% -0,17%
Porto Alegre 0,46% 0,97% 3,02% 2,09%
São Caetano do Sul 0,59% 0,48% 2,91% 3,70%
Vitória 0,65% 1,30% 7,33% 8,19%
IPCA 0,87% 0,78% 9,47% 10,32%

E agora veja o preço médio do metro quadrado anunciado em cada cidade em novembro:

Região Preço médio do metro quadrado (R$)
Rio de Janeiro 10.458
São Paulo 8.610
Brasília 7.942
Niterói 7.651
Média Nacional 7.609
Florianópolis 6.270
Recife 6.000
Belo Horizonte 5.858
São Caetano do Sul 5.793
Fortaleza 5.787
Porto Alegre 5.454
Vitória 5.428
Campinas 5.320
Curitiba 5.197
Santo André 5.079
Santos 4.973
São Bernardo do Campo 4.740
Salvador 4.666
Vila Velha 4.347
Goiânia 4.179
Contagem 3.551

Tópicos: Apartamentos, Imóveis, Casas, Guia de Imóveis, Mercado imobiliário, Preços de imóveis, Índice FipeZap, Indicadores