Dúvida do internauta: Olá, tenho 26 anos e desde os 20 invisto em um plano de previdência privada da modalidade VGBL. Atualmente faço aportes de 500 reais mensais e possuo um saldo de aproximadamente 30 mil reais nesse plano. A taxa de administração é de 2% ao ano e a taxa de saída é de 3%. Considerando todos os custos e também o benefício fiscal que o plano oferece, seria o Tesouro Direto uma opção mais rentável?

Resposta de Fernando Meibak*: 

A preocupação com previdência, ou seja, se preparar para o futuro, vem crescendo no Brasil nos últimos tempos, felizmente. É muito importante que as pessoas tenham a disciplina de poupar mensalmente, investindo os recursos em produtos de longo prazo.

Os planos de previdência privada (PGBL e VGBL) vêm apresentando grande crescimento no mercado financeiro. Tenho alertado muitas pessoas para os cuidados com esses investimentos, pois os planos de previdência destinados às pessoas físicas em geral têm taxas de administração muito elevadas, corroendo de forma significativa os rendimentos dos recursos no longo prazo.

Seu caso se enquadra nessa categoria. A taxa de 2% ao ano de administração é muito elevada. A taxa de saída de 3% é outra penalidade dura. E não são relevantes os aspectos fiscais, pois você irá pagar o imposto de renda no futuro, quando resgatar os recursos.

Investindo no Tesouro Direto você terá custos muito menores. Recomendo, sim, que você migre para esse sistema. Invista em Notas do Tesouro Nacional Série B (NTN-B), de longo prazo. A recomendação para quem tem menos de 35 anos é escolher papéis que vençam depois de 2040. O momento é muito bom para a aquisição desses títulos, por sinal.

Continue com sua disciplina mensal de investimentos.

*Fernando Meibak é sócio da consultoria Moneyplan, ex-diretor de gestão de investimentos do ABN-Amro Real e HSBC Brasil e autor do livro “O Futuro Irá Chegar! Você Está Preparado Financeiramente para Viver até os 90 ou 100 Anos?”.

Dúvidas, observações ou críticas sobre esta resposta? Deixe um comentário abaixo!

Envie outras dúvidas financeiras para seudinheiro_exame@abril.com.br.

*Matéria atualizada em 10 de outubro de 2013, às 14h53.

Tópicos: Aposentadoria, Dicas de finanças pessoais, Previdência privada, Tesouro Direto, Aplicações financeiras