Os menos desvalorizados

São Paulo - O Fiat Uno foi o carro que menos se desvalorizou depois de um ano de uso, segundo estudo divulgado pela Agência AutoInforme, com base nos preços da tabela Molicar.

O levantamento mostra as depreciações médias dos carros entre junho de 2012 e junho de 2013. O resultado é alcançado comparando-se o preço médio pelo qual a versão zero quilômetro de um veículo era vendida em junho de 2012 e o preço médio pelo qual a mesma versão seminova, ano 2012, é vendida em junho de 2013. 

Joel Leite, diretor da AutoInforme, explica que a depreciação varia em função da demanda e da oferta. Quanto mais procurado um carro, menos valor ele perde. Por isso, os modelos mais luxuosos costumam ser os que mais se desvalorizam e os que menos se depreciam são os mais populares, que têm maior liquidez no mercado. 

Segundo ele, a depreciação também pode ser baixa quando a oferta do modelo no mercado é reduzida. "Carros como o Honda CR-V e o Volkswagen Jetta não têm grande valor de revenda porque não os mais populares, mas às vezes aparecem no estudo por questões pontuais, como a falta do produto no mercado. O CR-V ,desde agosto do ano passado, está com oferta reduzida porque será lançada sua versão flex. Como os compradores procuram o modelo zero e não encontram, eles buscam o seminovo e o seu preço aumenta", explica Leite. 

Clique nas fotos e veja os 20 carros de passeio que menos perderam valor após um ano de uso. Cada carro aparece na lista uma única vez. O Fiat Uno, por exemplo, é mostrado apenas uma vez, apesar de mais de uma versão do carro ocupar os primeiros lugares da lista.

Tópicos: Carros, Autoindústria, Veículos, Carros 0K, Guia de Carros, Carros usados, Depreciação