São Paulo - O custo das operadoras de planos de saúde individuais com atendimentos médicos cresceu 17,1% nos 12 meses encerrados em junho de 2015, dado mais recente apurado pelo Índice de Variação de Custos Médico-Hospitalares (VCMH) do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O indicador considera as despesas com itens como consultas, exames, terapias e internações.

A chamada "inflação médica" superou a inflação medida pelo IPCA no mesmo período, que foi de 8,9%.

Entre os fatores que mais contribuem para a alta de custos, segundo o estudo, está o gasto com internação, o qual representa 59% do total das despesas médicas dos planos de saúde.

Tópicos: Exames médicos, Hospitais, Medicina, Ciência, Planos de saúde, Saúde