Santander tem promoção mais agressiva e dá conta e cartão

São Paulo – A maioria dos bancos brasileiros não faz muita questão de divulgar, mas oferece algumas opções para os correntistas que não desejam pagar tarifas por diversos serviços utilizados. Neste momento, o banco que adota a política mais agressiva de tarifas para a captação de novos clientes é o Santander. Para quem estiver disposto a trazer ao menos parte do salário recebido todos os meses, a instituição oferece não apenas o pacote básico de serviços isento de tarifas como também um cartão de crédito sem anuidade – desde que o cliente use o plástico ao menos uma vez por mês na função de crédito. Outra condição para ter isenção total de tarifas é ganhar até 4.000 reais por mês. Os clientes com renda superior ganham desconto de apenas 50% nas tarifas. É importante lembrar que o cartão é livre de anuidade e tarifas, mas há cobrança de juros para o parcelamento do pagamento da fatura. A conta corrente inclui na cesta mensal de serviços gratuitos quatro saques, 15 folhas de cheque, seis extratos mensais, 28 transferências entre contas no caixa eletrônico e um DOC ou TED.

Para ter direito à conta sem tarifas, os clientes devem transferir o recebimento do salário para o Santander. Um funcionário de uma empresa que hoje recebe os pagamentos no Itaú, por exemplo, deve solicitar o envio automático de ao menos parte do salário para o Santander no dia em que os recursos caírem na conta. Ainda com essa condição, o negócio parece vantajoso para o cliente. O pacote básico de tarifas no Santander custa entre 19,90 e 45 reais ao mês. Outra forma de conseguir a isenção desses valores é abrir a conta e trazer para o banco entre 25.000 e 100.000 reais em investimentos – dependendo da renda mensal do correntista.

Tópicos: Banco do Brasil, Bancos, Empresas, Empresas brasileiras, Empresas abertas, Finanças, Bradesco, Caixa, Citibank, Empresas americanas, Citigroup, HSBC, Empresas inglesas, Itaú, Santander, Empresas espanholas, Tarifas