Aguarde...

Futuro | 17/09/2012 13:50

Como investir para ganhar R$ 1.500 por mês na aposentadoria?

Internauta contribui há 21 anos para o INSS e pergunta se deve investir em previdência privada

Editado por Priscila Yazbek, de

Stock.xchng

Homem checa as horas em seu relógio

Relógio: Para especialista, Tesouro Direto também é um bom investimento para a aposentadoria

Dúvida do internauta: Tenho 51 anos, contribuo para o INSS há 21 anos, mas nunca contribuí para a previdência privada e estou planejando iniciar a investir em previdência privada. Gostaria de saber qual o valor que eu deveria depositar para obter em torno de 1.500 reais mensalmente quando me aposentar. E após quanto tempo posso resgatar o dinheiro?

Resposta de Fernando Meibak*: 

Sua pergunta é um tanto simples, mas de resposta complexa, pois precisaria saber de muitos mais dados para um correto posicionamento. Dentre outros, com qual idade pretende se aposentar, se o montante renda desejada será na modalidade renda vitalícia (até a sua morte) ou por um período de tempo, etc.

De qualquer forma, faço alguns comentários. Muito bom que esteja contribuindo para a previdência pública há 21 anos. É um benefício importante. Continue com esse processo de depósitos mensais, pois você terá a possibilidade de se aposentar por tempo de contribuição ou por idade. Existe o chamado Fator Previdenciário, que estimula as pessoas se aposentarem mais à frente. Há discussões sobre perspectivas de mudanças das regras de aposentadoria, com a adoção de um novo modelo. O objetivo, de qualquer forma, será de postergar as aposentadorias das pessoas. Não há muito o que fazer, entretanto.

É também muito positivo que esteja com planos de reforçar as reservas para o futuro. É um pensamento sábio, pois há limitações nos pagamentos de aposentadoria pelo INSS e será necessário ter mais recursos para suportar as demandas financeiras no longo prazo. Os planos de previdência privada são amplos. Não saberia dizer qual o mais adequado para você com o pouco de informação que tenho. Sugiro que avalie um plano (PGBL ou VGBL) que tenha como custo total de administração um máximo de 1,2% ao ano. Não recomendo contratar renda vitalícia, pois as premissas utilizadas pelas seguradoras nesses casos são muito conservadoras. Para ter uma renda de 1.500 reais por 30 anos, por exemplo, você terá que depositar algo entre 300.000 reais a 330.000 reais, dependendo das projeções e custos de cada empresa seguradora.

Não sei se você tem reservas investidas e em que produtos de investimento. Gosto sempre de sugerir que as pessoas avaliem investir no mecanismo chamado Tesouro Direto, em títulos de longo prazo, preferencialmente as NTN-Bs. Em geral, elas apresentam custo total inferior aos produtos financeiros ou de previdência disponíveis para o público em geral.

* Fernando Meibak é sócio da consultoria Moneyplan, ex-diretor de gestão de investimentos do ABN-Amro Real e HSBC Brasil e autor do livro “O Futuro Irá Chegar! Você Está Preparado Financeiramente para Viver até os 90 ou 100 Anos?”.

Dúvidas, observações ou críticas sobre esta resposta de especialista? Deixe seu comentário abaixo!

Envie outras perguntas sobre aposentadoria para seudinheiro_exame@abril.com.br.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados