Aguarde...

Bancos | 04/05/2012 12:05

Banco do Brasil reduz juros de cheque especial para pessoa física

Clientes terão taxa cheque especial reduzida de até 8,31% para 3,94% ao mês; crédito pessoal também sofreu alteração

Divulgação

Quisque do Banco do Brasil

Banco do Brasil: clientes terão taxa cheque especial reduzida de até 8,31% para 3,94% ao mês

São Paulo - O Banco do Brasil anunciou, nesta sexta-feira, novas reduções de taxas para pessoa física e desta vez reduziu os juros do cheque especial e crédito pessoal. De acordo com o banco, todos os clientes que aderirem aos pacotes de serviços BOMPRATODOS terão os juros do cheque especial reduzidos de até 8,31% para 3,94% ao mês, taxa única.

As linhas de crédito pessoal (CDC automático e CDC renovação) também sofreram redução - antes com taxa máxima de 5,79% e agora com taxa máxima de 3,94% ao mês. As novas taxas passam a valer a partir do dia 27 deste mês.

”Com essas novas reduções, os clientes pessoas físicas que aderirem aos pacotes BOMPRATODOS não pagarão mais do que 3,94% ao mês em nenhuma modalidade de crédito pessoal no Banco do Brasil”, afirmou o vice-presidente de negócios de varejo do Banco do Brasil, Alexandre Abreu, em nota.

Segundo o BB, as medidas anunciadas vão beneficiar os clientes que possuem conta-salário. Para os clientes que não recebem seus honorários por meio do banco, a instituição lançou uma linha de crédito para pessoas físicas com garantia de imóvel próprio que tem juros reduzidos de 1,52% a 1,60% ao mês e prazo de pagamento de até 180 meses.

“Essas novas linhas de crédito com taxas de juros reduzidas e prazos longos para o pagamento permitem às famílias diminuir o comprometimento da renda com empréstimos e financiamentos, sejam com operações do Banco do Brasil ou de outros bancos, e contribuem para estimular a economia ao disponibilizar novos recursos para consumo e investimento", disse Abreu.

Veículos

Além disso, o BB também terá um novo sistema para facilitar e agilizar a portabilidade de crédito para veículos, contornando a dificuldade existente para a transferência do gravame entre os bancos. De acordo com o banco, os interessados em trazer financiamentos de veículo para o BB precisarão apenas atualizar o seu cadastro, para que seja estabelecido o limite de crédito, e solicitar a transferência da dívida.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados