Bolha imobiliária ou um longo ciclo de alta?

S%26atilde;o Paulo %26ndash; No primeiro quadrimestre deste ano, as vendas de resid%26ecirc;ncias novas na cidade de S%26atilde;o Paulo ca%26iacute;ram 43,7% em rela%26ccedil;%26atilde;o ao mesmo per%26iacute;odo de 2010. No mercado de usados, a queda foi de 15,7%. A divulga%26ccedil;%26atilde;o de retra%26ccedil;%26otilde;es t%26atilde;o representativas pegou o mercado imobili%26aacute;rio de surpresa. Muita gente pegou carona nesses dados para apregoar que os pre%26ccedil;os dos im%26oacute;veis est%26atilde;o completamente descolados da renda dos brasileiros. Haveria raz%26otilde;es para uma corre%26ccedil;%26atilde;o de pre%26ccedil;os parecida com a que ocorreu nos Estados Unidos (foto). Ao conversar com diversos especialistas, entretanto, EXAME.com percebeu que est%26aacute; longe de haver um consenso sobre a exist%26ecirc;ncia de uma bolha imobili%26aacute;ria no pa%26iacute;s. Tanto aqueles que defendem que os pre%26ccedil;os j%26aacute; foram longe demais quanto os que acham que este %26eacute; apenas o in%26iacute;cio de um ciclo longo de alta s%26atilde;o capazes de apresentar argumentos razo%26aacute;veis para defender suas posi%26ccedil;%26otilde;es. Nas pr%26oacute;ximas p%26aacute;ginas, EXAME.com apresenta seis sinais de que j%26aacute; existe uma bolha imobili%26aacute;ria no Brasil e que os pre%26ccedil;os em breve come%26ccedil;ar%26atilde;o a cair. Nesta quarta-feira (22/06), ser%26atilde;o publicados os 11 motivos para que os pre%26ccedil;os dos im%26oacute;veis continuem em alta por mais alguns anos.

Tópicos: Aluguel, Apartamentos, Imóveis, Bolhas, Bolha imobiliária, Crédito, FGTS, Poupança, Aplicações financeiras, Prédios residenciais