O imóvel certo de acordo com seu perfil

Saiba que tipo de casa ou apartamento é melhor para solteiros, casais com filhos de várias idades e idosos

São Paulo – Apesar de ser o negócio mais importante da vida de boa parte dos brasileiros, muita gente ainda compra imóvel por impulso. Nos feirões promovidos pela Caixa Econômica Federal, é comum que alguém feche o financiamento de um imóvel pronto sem ao menos visitá-lo. A pessoa fica tão encantada ao descobrir que é possível comprar uma casa com zero de entrada e com uma prestação que cabe no seu bolso que simplesmente se esquece de tomar as precauções necessárias.

Autor do livro “Imóveis: Seu Guia para Fazer da Compra e Venda um Grande Negócio”, o vice-presidente do Instituto Brasileiros dos Executivos de Finanças (Ibef), Luiz Calado, alerta que tomar um empréstimo com condições confortáveis de pagamento é apenas o primeiro passo para a aquisição da casa própria.

É necessário avaliar a documentação do imóvel, as condições de segurança, a qualidade de vida oferecida pelo bairro e o potencial de valorização. Mais importante do que tudo isso, no entanto, é pensar qual é o imóvel certo para atender as necessidades de cada perfil de comprador. Abaixo Luiz Calado ensina oito tipos de compradores a não errar na hora da aquisição:

1 – Alguém solteiro deve comprar um imóvel com facilidade de serviços. É provável que você não queira gastar seu tempo livre levando roupas para lavar ou limpando o banheiro. Caso esteja à procura de um apartamento pequeno, certifique-se que há uma lavanderia comum. Em alguns condomínios, há um funcionário responsável por lavar, secar, passar e entregar as roupas de cada morador. Dividido por todos os condôminos, o custo desse serviço acaba sendo irrisório.

Ter um serviço centralizado de limpeza – como no caso de flats – também pode ser uma boa opção para diluir despesas. Ainda no caso de apartamentos pequenos, um salão de festas amplo pode ser uma forma inteligente de receber amigos. Um serviço de portaria 24 horas é interessante para quem nunca estará em casa para receber cartas e encomendas.

Outro serviço bastante valorizado por solteiros é uma ampla rede de restaurantes com delivery nas vizinhanças. Mulheres solteiras costumam pensar muito em segurança. Em grandes cidades como São Paulo, apartamentos costumam ser mais seguros do que casas. Se ainda assim você preferir uma casa, procure instalar portão automático e equipamentos de segurança.

2 – Caso sua família consista em um casal que planeja ter mais filhos num futuro próximo, antecipe-se e compre um imóvel com um dormitório a mais. Pesquisas mostram que, na média, um brasileiro compra menos de dois imóveis durante toda a sua vida.

Parte desse enraizamento deve-se aos custos financeiros de trocar de imóvel. Impostos, taxas cobras pela imobiliária e a escritura costumam representar cerca de 8% do preço de uma casa ou apartamento. Então vale a pena comprar um imóvel que vai atender suas necessidades no futuro previsível.

3 – Pessoas com filhos pequenos costumam pensar muito na infraestrutura do prédio ou da casa quando planejam a compra. Lógico que morar em um imóvel com playground, quadra poliesportiva ou piscina é saudável para as crianças. Mas pense também na infraestrutura necessária do lado de fora do imóvel. Creche, escola e hospital nas vizinhanças são importantes tanto para a criança quanto para os pais perderem menos tempo com deslocamentos no trânsito.


4 – Se você vai comprar um imóvel e seu filho tem 16 ou 17 anos, saiba que ele em breve poderá ter um carro – seja comprado por ele ou por você mesmo. Muita gente fecha a aquisição de uma casa ou apartamento com uma só vaga mesmo já possuindo dois carros. No entanto, se o local escolhido não possuir estacionamento próximo nem houver vagas sobrando no prédio, isso pode ser tornar um enorme problema.

5 – Caso você tenha um filho com idade ao redor de 20 anos que esteja prestes a sair de casa, aproveite para comprar um imóvel menor. Muita gente se recusa a tomar essa decisão porque a encara como uma redução do padrão de vida. No entanto, um imóvel menor é mais fácil de limpar e mais barato de manter. Como a maioria das pessoas tem uma redução de renda significativa com a aposentadoria, pode ser bem inteligente tomar tal decisão.

6 – Se você cultiva hábitos saudáveis, procure um prédio com academia em bom estado. É verdade que são imóveis difíceis de se encontrar. A maioria das academias possui aparelhos em número insuficiente ou em má estado de conservação. Em grandes cidades, no entanto, é grande o número de pessoas que usa parte do tempo livre para se exercitar. E o custo de se manter uma estrutura própria pode ser bem menor que a mensalidade de uma academia.

7 – Idosos ou pessoas portadoras de necessidades especiais não devem comprar imóveis em localizados em uma rua com ladeira nem apartamentos em prédios baixos sem elevador. Isso pode tornar cansativa demais qualquer caminhada ao mesmo tempo em que aumenta o risco de acidentes.8 – Se você odeia dirigir, prefira morar perto do trabalho ou do local onde estuda.

Outra opção é escolher bairros com metrô (quando houver) ou boa oferta de transporte público. Lembre-se que nem sempre será possível pagar um táxi. Caso você não se importe em dirigir, mas admite que não é um motorista habilidoso, prefira um prédio com garagista. Em muitos condomínios, as vagas de garagem são bem pequenas ou mal planejadas. Estacionar o carro, então, pode se tornar um pesadelo.