Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

É vantagem comprar uma fatia de título do Tesouro Direto por mês?

Leitor quer comprar uma fração de um título público a cada mês, mas pergunta se a poupança não vale mais a pena para esse objetivo

Pergunta do leitor: Gostaria de aplicar 500 reais por mês para juntar um montante em 15 anos. Fui me informar sobre o Tesouro Direto e vi que não é vantagem comprar uma fatia de um título por mês, pois os juros vão incidir separadamente em cada título e a poupança pode dar mais dinheiro. Nessas condições, qual a melhor alternativa de investimento?

Resposta de Fabiano Pessanha*: 

Com a possibilidade de fazer aplicações a partir de 30 reais,  milhares de pessoas passaram a se interessar por investir no Tesouro Direto em vez de na tradicional poupança. Sua dúvida é comum entre investidores e, apesar da resposta ser simples, ela não é simplória: o Tesouro direto é, sim, a melhor alternativa de investimento quando comparado à poupança.

Não se preocupe se os valores disponíveis para aplicação são baixos. O mais importante para investidores iniciantes é começar a realizar sua reserva financeira, mesmo que inicialmente você só consiga comprar uma fração de um título público.

Apesar da poupança ser um produto financeiro isento de Imposto de Renda para pessoa física, ela não é a melhor alternativa porque perde para a inflação. A rentabilidade paga pelos títulos públicos é significativamente maior, em especial para investimentos de prazo longo. Sugiro que você busque títulos públicos indexados ao IPCA, que manterão você protegido se houver aumentos pontuais na inflação.

O Tesouro Direto foi criado para permitir que pessoas físicas comprem diretamente títulos públicos, sem a necessidade de aplicar em fundos de investimento oferecidos pelas instituições financeiras. Essa é uma grande vantagem para seu bolso, pois você é liberado de pagar as taxas de administração dos fundos, que reduzem a rentabilidade dos investimentos.

Os títulos públicos são títulos da dívida que o governo paga a você por emprestar seu dinheiro, em busca de uma rentabilidade no futuro. Os títulos podem pagar juros a cada semestre ou apenas na data do resgate. O risco desse investimento é muito baixo, pois a chance do governo não pagar os juros é bastante improvável.

Apesar do Tesouro Direto oferecer boa rentabilidade, liquidez e segurança, recomendo buscar alternativas para compor seu portfólio de investimento, reduzindo seus riscos em qualquer cenário.

*Fabiano Pessanha é consultor financeiro na BANKRIO Financial Group e possui a certificação CFP® (Certified Financial Planner) concedida pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF). Também é conselheiro na Deduzir.me, startup que ajuda empresas e pessoas a aumentarem a dedução fiscal do seu Imposto de Renda.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Amarildo Magalhães

    Fabiano Pessanha, suas informações estão corretas, mas se me permite uma observação, você não respondeu a pergunta do leitor, que na realidade quer saber se é melhor investir na poupança, porque o valor depositado cai no mesmo fundo, ou se comprar títulos separados (mensais) do tesouro seria melhor. Seria bom informar que não tem nenhuma desvantagem em comprar os títulos separados, porque somando os rendimentos de cada título separado daria o mesmo valor de comprar os títulos em conjunto.

    Segue simulação para exemplificar:

    http://bit.ly/2j5wk3N

    1. Rodrigo Marinho

      Exato Amarildo, fiquei com a mesma sensão. Obrigado por responder a questão do leitor.

  2. Fábio Porto

    De fato, como bem observou o Amarildo, apesar do texto esclarecer vários fatores importantes, a pergunta do leitor não foi respondida. Quanto à sua planilha Amarildo, acho que também não representa bem o cenário imaginado na pergunta, uma vez que ela considera dois depósitos de quinhentos reais no mesmo mês, quando na verdade, pelo que entendi, os depósitos ocorreriam em meses separados. Assim, o depósito mais velho sempre teria rendimento maior que os mais recentes.

  3. Verdade compensa investir este valor mensal na poupança, pois não lhe cobram administração mensal e tem poder e autonomia para manipular sua conta.
    Se pegar uma aplicação que não renda, perderá dinheiro pois retiram valor do que investiu e não poderá cancelar investimento, continuará perdendo por bons anos, dependendo do que escolheu.