Os cuidados para alugar um imóvel nas férias

Imobiliária alerta para promoções muito tentadoras em jornais e sites e recomenda que o locador peça provas sobre a veracidade dos anúncios

Muita gente costuma alugar uma casa ou apartamento em cidades agradáveis para ficar mais perto da família em semanas de férias. A busca de tranquilidade e lazer, no entanto, pode se transformar em chateação e dor de cabeça caso o imóvel seja mal escolhido, alerta a imobiliária ORG.

O principal erro é acreditar em falsas promessas de que aquele imóvel barato que você encontrou em sites ou classificados de jornais existe e está em mesmo ótimo estado de conservação. É importante desconfiar quando a oportunidade parece boa demais para que o barato não saia caro.

A imobiliária ORG afirma que esse tipo de problema costuma ocorrer mais nas férias, quando os preços para o aluguel de imóveis em cidades turísticas costumam subir muito. A oferta publicada torna-se, então, ainda mais irresistível.

Para a ORG, o ideal é fazer uma visita ao imóvel antes da locação para verificar as condições reais da casa. Caso não seja possível, dê preferência a algum imóvel que um amigo ou conhecido já tenha alugado e possa dar boas referências.

Se a única opção for alugar um imóvel completamente desconhecido, peça ao proprietário que envie fotos atuais e detalhadas. Confirme a existência do apartamento por meio de ligações para o condomínio. Ou então procure o endereço do imóvel em listas telefônicas ou sites de busca como o Google.

Nem sempre locar o imóvel direto com o proprietário é a melhor opção. Se estiver em dúvida sobre a veracidade da oferta, prefira contratar uma imobiliária ou corretor de confiança para intermediar o negócio. O custo da comissão é menor do que a decepção de ver as férias em risco.

Outras dicas

Para encontrar várias opções de imóveis, é importante começar a pesquisar com pelo menos um mês de antecedência. Se deixar tudo para a última hora, somente os piores imóveis estarão à disposição.


Ao decidir-se por uma casa ou apartamento, deve ser feito um contrato de aluguel onde estará explícito o estado de conservação, as datas de entrada e saída do inquilino, o valor da locação e a forma de pagamento. O mais comum é que 50% sejam acertados no fechamento e o restante na entrega das chaves.

Ao chegar ao imóvel, é bom verificar se tudo está conforme descrito no contrato. Caso algo esteja em estado danificado, é fundamental comunicar por escrito imediatamente ao proprietário e autorizá-lo a inspecionar o local o quanto antes.

É importante conferir as condições e infraestrutura do imóvel, questionando sempre sobre os itens básicos, como água, luz e segurança, por exemplo. E não esqueça de fazer sua parte. Devolver o imóvel no dia combinado e em perfeito estado de conservação também contribui para que suas férias terminem bem.