CDI bate fundos de previdência em rendimento em junho

Fundos de Previdência Renda Fixa têm o melhor desempenho com 0,78% de rentabilidade, equivalente a 96,75% do CDI, de 0,81% no mês

Todas as categorias de fundos de previdência privada registraram em junho e no acumulado do ano, na mediana, rendimento abaixo do juro do Certificado de Depósito Interfinanceiro (CD), mostra estudo feito pela Economatica.

Os fundos de Previdência Renda Fixa têm o melhor desempenho com 0,78% de rentabilidade, equivalente a 96,75% do CDI, de 0,81% no mês.

No ano, esses fundos acumulam 5,60%, considerando a mediana (maioria dos casos da amostra), ou 99,20% do CDI do período.

Parte desse desempenho pode ser explicado pelas taxas de administração desses fundos, que costumam ser mais altas no varejo.

economaticafundosjunho17previdência

Nos multimercados, o melhor desempenho foi dos fundos de arbitragem, ou long/short, com rentabilidade de 1,36% e prêmio de 168,54% do CDI em junho. No ano, o ganho se iguala ao do CDI.

Já os fundos Multimercados Macro, com 0,82% no mês, praticamente empatam com o CDI. No ano, o ganho de 5,83% representa 103% do CDI.

Esses fundos registraram em junho a maior captação desta categoria, com R$ 843,7 milhões. Os fundos da classificação Multimercados Juros e Moedas têm a maior perda de depósitos, com R$ 3,04 bilhões.

No total, os multimercados perderam R$ 1,10 bilhões em junho, segundo a Economatica.

economaticafundosjunho17multimer

Em junho, entre os fundos de ações, os de Investimento no Exterior registraram o melhor desempenho com mediana de rentabilidade de 1,22%.

Das 12 classificações de fundos de ações, metade delas tem prêmio abaixo do Ibovespa em junho, sendo que os fundos de Ações FMP – FGTS têm o pior desempenho com -1,72 ponto percentual abaixo do Ibovespa.

Já os fundos ativos, que tentam superar o Índice Bovespa, conseguiram um pequeno ganho acima do referencial, com 0,66%, 0,36 ponto percentual de prêmio.

O patrimônio dos fundos de ações tevem queda de 1,76% em junho em relação ao mês de maio de 2017, diz a Economatica.

economaticaacoesjunho17

Já nos fundos de renda fixa, os de Dívida Externa têm o melhor desempenho. A mediana da rentabilidade desta categoria é de 1,56%.

A captação líquida em junho é de R$ 12,0 milhões e o patrimônio registra crescimento de 8,9%, fechando o mês de junho com R$ 164,0 milhões.

Somente cinco categorias registram prêmio abaixo do CDI no mês de junho, justamente as que aplicam em papéis mais longos, que sofreram com a alta dos juros das NTN-B do Tesouro. São os fundos chamados de alta duração. Mas ninguém fechou o mês com perdas.

Já no ano, seis categorias renderam menos que o CDI em sua mediana. O pior desempenho é justamente do RF Duração Alta Grau de Investimento.

O patrimônio de todas as categorias de fundos de Renda Fixa registrou crescimento de 1,25% no mês de junho.

economaticarfjunho2017

Este conteúdo foi originalmente publicado no blog Arena do Pavini.