Caixa reforça linha de crédito para motocicletas

A expectativa de representantes do setor é que as condições de crédito sejam acompanhadas pelos concorrentes da Caixa

São Paulo – Responsável por 25% dos financiamentos de motos no País – dado que inclui o banco Pan, no qual a instituição tem o BTG Pactual como sócio -, a Caixa Econômica Federal lançou ontem uma linha especial de crédito para motocicletas com juros de 1,75% ao mês e prazo de até 60 meses. Disponível a correntistas do banco, a linha cobre até 90% do valor do produto.

A expectativa de representantes do setor é que as condições de crédito sejam acompanhadas pelos concorrentes da Caixa e ajudem a tirar o mercado do atoleiro. A produção de motos no Brasil, que chegou a superar 2 milhões de unidades em 2011, caiu para menos de 1 milhão em 2016, regredindo ao patamar de 14 anos atrás.

A escassez de crédito e a seletividade bancária, agravadas pela perda de confiança dos consumidores, são apontadas por executivos entre os principais motivos da derrocada nas vendas.

“O que estamos comemorando aqui é o momento de virada do setor. Essa é a expectativa”, disse Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo, entidade que representa as montadoras de motos, durante evento de anúncio do convênio com a Caixa, realizada em uma do banco em São Paulo.As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.