As ações mais indicadas para julho, segundo18 corretoras

Veja o levantamento completo feito por EXAME.com sobre quais ações foram mais recomendadas pelas corretoras para este mês

São Paulo — As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) ficaram no topo das indicações de corretoras e bancos para julho. Elas foram sugeridas em 15 das 18 carteiras recomendadas de ações recebidas por EXAME.com neste mês.

Em segundo lugar, ficaram as ações da Petrobras (PETR4), com 14 indicações. Já a B3 (BVMF3) completou o pódio, com 8 recomendações para julho.

Em junho, a carteira com melhor desempenho foi a da corretora Terra, que teve valorização de 2,50%, enquanto o Ibovespa —principal índice da Bolsa brasileira— subiu 0,30% no período.

Na outra ponta, a carteira da corretora do Banco do Brasil apresentou o pior desempenho no mês passado: uma queda de 3,78%.

Dos 18 portfólios recebidos, metade teve desempenho positivo em junho e a outra metade, negativo. Veja abaixo o desempenho acumulado pelas carteiras de cada uma das instituições financeiras no mês passado e em 2017.

Instituição Junho 2017
Terra 2.50% 5.45%
Citi 1.99% 8.60%
Quantitas 1.95% 13.26%
Ativa 1.63% 5.87%
Coinvalores 1.20% 7.50%
Elite 0.90% 7.92%
Nova Futura 0.41% 9.90%
Walpires 0.35% 9.79%
Bradesco 0.10% 0.50%
Magliano -0.22% 4.20%
Geração Futuro -0.49% 13.22%
Planner -0.75% 19.28%
Rico -0.85% 11.18%
Guide -1.54% 4.72%
Lerosa -1.69% 2.57%
Spinelli -2.10% 8.90%
XP -2.30% -3.40%
Banco do Brasil -3.78% 1.93%

As mais indicadas

Segundo a Citi, a recomendação das ações do Itaú para este mês se deve ao fato de que o banco é bastante eficiente e conta com balanço sólido.

Para a equipe de análise da corretora, o excesso de capital proporciona flexibilidade ao banco para manter em nível mais elevado o payout ratio (taxa de remuneração aos acionistas).

“[O Itaú] possui o maior ROE [retorno sobre o patrimônio] do sistema bancário brasileiro, por isso deve negociar com prêmio em relação aos pares”, disse a Citi. “Acreditamos que o negócio de fees está subavaliado”, completou a corretora.

Para a Petrobras, a BB Investimentos ressaltou que, ainda que o desempenho da estatal na Bolsa siga a tendência de aumento gradativo da correlação positiva com os preços internacionais do petróleo, o fluxo de notícias do mercado doméstico continua um balizador importante.

“Nesse sentido, embora a commodity tenha apresentado queda em junho, puxando o preço das ações, acreditamos que a companhia poderá reverter essa tendência, tendo em vista o posicionamento mais recente em relação à precificação de combustíveis, conforme anúncio de metodologia mais dinâmica de preços para ‘blindar’ sua participação de mercado”, afirmou a BB.

A corretora destacou também que, na esteira dos resultados positivos do primeiro trimestre, espera que o mercado antecipe essa tendência também para os resultados operacionais do segundo trimestre da Petrobras, que serão divulgados em agosto.

“Riscos para monitorar continuam sendo o desenrolar do processo de venda de ativos, além do impacto de decisões desfavoráveis à companhia, que podem elevar suas provisões para contingências tributárias”, completou a BB Investimentos.

Já para a B3, a equipe de análise da Bradesco Corretora afirmou que há vários “direcionadores positivos” para a empresa. “Após um longo período de movimento fraco de operações de abertura de capital no Brasil, vemos novos fatores que poderão impulsionar investimentos privados”, disse.

Além disso, a avaliação da corretora é de que a conclusão do processo de integração entre as empresas de liquidação e custódia de ações e futuros pode liberar um volume significativo de operações, levando ao crescimento do giro de negócios nos mercados futuros.

“O processo de incorporação da Cetip, concluído com êxito, também deve trazer ganhos potenciais de sinergia e atratividade para BVMF3”, completou a equipe de análise da corretora.

Veja abaixo as ações mais recomendadas para o mês de julho, segundo 18 corretoras. 

Empresa / Ação Recomendações
Itaú Unibanco (ITUB4) 15
Petrobras (PETR4) 14
B3 (BVMF3) 8
Lojas Americanas (LAME4) 7
Raia Drogasil (RADL3) 7
Klabin (KLBN11) 6
Renner (LREN3) 6
Gerdau (GGBR4) 5
Taesa (TAEE11) 5
Vale (VALE5) 5
Weg (WEGE3) 5
BB Seguridade (BBSE3) 4
Cosan (CSAN3) 4
Rumo (RAIL3) 4
Telefônica Brasil – Vivo (VIVT4) 4
Pão de Açúcar (PCAR4) 3
Ambev (ABEV3) 3
Banco do Brasil (BBAS3) 3
Bradesco (BBDC4) 3
Braskem (BRKM5) 3
BRF (BRFS3) 3
CCR (CCRO3) 3
Embraer (EMBR3) 3
Grendene (GRND3) 3
Guararapes (GUAR3) 3
Magazine Luiza (MGLU3) 3
Multiplan (MULT3) 3
Ser Educacional (SEER3) 3
Suzano (SUZB5) 3
Vale (VALE3) 3

Carteiras recomendadas

Veja abaixo as carteiras recomendadas por 18 corretoras para o mês de julho. Elas estão organizadas por ordem alfabética.

Ativa

Desempenho em junho: 1,63%.
Desempenho em 2017: 5,87%.
Ação retirada da carteira: Banco do Brasil.
Nenhuma ação foi incluída.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
BR Malls (BRML3) ND 10
Equatorial (EQTL3) ND 15
Gerdau (GGBR4) ND 10
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 15
Klabin (KLBN11) ND 10
Petrobras (PETR4) ND 5
Raia Drogasil (RADL3) ND 10
Ultrapar (UGPA3) ND 10
Via Varejo (VVAR11) ND 15

BB Investimentos

Desempenho em junho: -3,78%
Desempenho em 2017: 1,93%
Ações incluídas: CCR, Itaú Unibanco, Natura, Petrobras e Via Varejo.
Ações retiradas: AES Tietê, Hypermarcas, Itaúsa, Vale e Wiz.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
CCR (CCRO3) ND 7,5
Embraer (EMBR3) ND 7,5
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 15
Natura (NATU3) ND 10
Petrobras (PETR4) ND 15
Taesa (TAEE11) ND 7,5
Transmissão Paulista (TRPL4) ND 10
Raia Drogasil (RADL3) ND 10
Via Varejo (VVAR11) ND 10
Weg (WEGE3) ND 7,5

Bradesco

Desempenho em junho: 0,10%
Desempenho em 2017: 0,50%
Ação incluída: Cemig.
Ação retirada: Cesp.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
B3 (BVMF3) 23,00 10
Banco do Brasil (BBAS3) 39,00 10
BRF (BRFS3) 55,00 10
Cemig (CMIG4) 11,00 10
Itaú Unibanco (ITUB4) 42,00 10
Petrobras (PETR4) 20,00 10
Renner (LREN3) 30,00 10
Rumo (RAIL3) 12,00 10
Suzano (SUZB5) 16,00 10
Usiminas (USIM5) 6,50 10

Citi

Desempenho em junho: 1,99%.
Desempenho em 2017: 8,6%
Não houve alterações na carteira.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Braskem (BRKM5) 43 10
Ecorodovias (ECOR3) 10,9 10
Gerdau (GGBR4) 13,5 10
Iguatemi (IGTA3) 40 10
Itaú Unibanco (ITUB4) 46 10
Klabin (KLBN11) 18 10
Localiza (RENT3) 52 10
Lojas Americanas (LAME4) 20,7 10
Petrobras (PETR4) 21,5 10
Taesa (TAEE11) 25,6 10

Coinvalores

Desempenho em junho: 1,2%
Desempenho em 2017: 7,5%
Ações incluídas: CCR e Ser Educacional.
Ações retiradas: Ambev e Hypermarcas.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Alupar (ALUP11) ND 6
Bradesco (BBDC4) ND 5
CCR (CCRO3) ND 6
Cosan (CSAN3) ND 6
Eztec (EZTC3) ND 6
Gerdau (GGBR4) ND 8
Iguatemi (IGTA3) ND 6
Iochpe-Maxion (MYPK3) ND 6
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 5
Petrobras (PETR4) ND 8
Renner (LREN3) ND 6
São Carlos (SCAR3) ND 6
Ser Educacional (SEER3) ND 6
Smiles (SMLE3) ND 8
Suzano (SUZB5) ND 6
Vale (VALE5) ND 6

Elite

Desempenho em junho: 0,90%
Desempenho em 2017: 7,92%
Não houve alterações na carteira.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Ambev (ABEV3) ND 5
B3 (BVMF3) ND 5
BB Seguridade (BBSE3) ND 5
Bradesco (BBDC4) ND 10
BRF (BRFS3) ND 5
CCR (CCRO3) ND 5
Hypermarcas (HYPE3) ND 5
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 15
Klabin (KLBN11) ND 5
Localiza (RENT3) ND 5
Petrobras (PETR4) ND 10
Renner (LREN3) ND 5
Telefônica Brasil – Vivo (VIVT4) ND 5
Ultrapar (UGPA3) ND 5
Vale (VALE5) ND 10

Geração Futuro

Desempenho em junho: -0,49%
Desempenho em 2017: 13,22%
Ações incluídas: Renner, MRV, Ser Educacional e Magazine Luiza.
Ações retiradas: Klabin, Taesa, Engie e CSU.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
AES Tietê (TIET11) ND 10
Bradesco (BBDC4) ND 10
Cosan (CSAN3) ND 10
Grendene (GRND3) ND 10
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 10
Magazine Luiza (MGLU3) ND 10
Marcopolo (POMO4) ND 10
MRV (MRVE3) ND 10
Renner (LREN3) ND 10
Ser Educacional (SEER3) ND 10

Guide

Desempenho em junho: -1,54%
Desempenho em 2017: 4,72%
Ações incluídas: Braskem, CVC, Hermes Pardini e Magazine Luiza.
Ações retiradas: Ambev, Banrisul, Lojas Americanas e M. Dias Branco.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Braskem (BRKM5) ND 10
CVC (CVCB3) ND 10
Hermes Pardini (PARD3) ND 10
Klabin (KLBN11) ND 10
Magazine Luiza (MGLU3) ND 10
Marfrig (MRFG3) ND 10
Multiplus (MPLU3) ND 10
Taesa (TAEE11) ND 10
Tupy (TUPY3) ND 10
Weg (WEGE3) ND 10

Lerosa

Desempenho em junho: -1,69%
Desempenho em 2017: 2,57%
Ações incluídas: São Martinho e Vale.
Ações retiradas: Hypermarcas e Suzano.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Ambev (ABEV3) ND 10
B3 (BVMF3) ND 10
Banco do Brasil (BBAS3) ND 10
BB Seguridade (BBSE3) ND 5
BR Malls (BRML3) ND 5
BRF (BRFS3) ND 5
Klabin (KLBN11) ND 5
Pão de Açúcar (PCAR4) ND 10
Petrobras (PETR4) ND 10
Raia Drogasil (RADL3) ND 10
Renner (LREN3) ND 5
Sanepar (SAPR4) ND 5
São Martinho (SMTO3) ND 5
Vale (VALE5) ND 5

Magliano

Desempenho em junho: -0,22%
Desempenho em 2017: 4,20%
Não houve alterações na carteira.

Ação Preço justo, em R$ Peso, em %
Ambev (ABEV3) 22,92 10
B3 (BVMF3) 24,15 10
Fleury (FLRY3) 71,25 10
Gerdau (GGBR4) 15,11 10
Itaú Unibanco (ITUB4) 45,42 10
Petrobras (PETR4) 22,02 10
Raia Drogasil (RADL3) 89,37 10
Taesa (TAEE11) 32,40 10
Vale (VALE3) 40,60 10
Weg (WEGE3) 22,70 10

Nova Futura

Desempenho em junho: 0,41%
Desempenho em 2017: 9,90%
Ações incluídas: Copasa, Ecorodovias, Lojas Americanas e Renner.
Ações retiradas: Cosan e Suzano.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
B3 (BVMF3) ND 10
Copasa (CSMG3) ND 5
Ecorodovias (ECOR3) ND 5
Fibria (FIBR3) ND 10
Metalúrgica Gerdau (GOAU4) ND 5
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 10
Lojas Americanas (LAME4) ND 5
Renner (LREN3) ND 5
Petrobras (PETR4) ND 5
Raia Drogasil (RADL3) ND 10
Sabesp (SBSP3) ND 10
Sulamérica (SULA11) ND 10
Vale (VALE5) ND 10

Planner

Desempenho em junho: -0,75%
Desempenho em 2017: 19,28%
Ações incluídas: Itaú Unibanco, Ferbasa e Ser Educacional.
Ações retiradas: Itaúsa, Lojas Americanas e Petrobras.

Ação Preço justo, em R$ Peso, em %
BB Seguridade (BBSE3) 37,00 10
Ferbasa (FESA4) 12,00 10
Itaú Unibanco (ITUB4) 45,00 10
Klabin (KLBN11) 19,00 10
Multiplan (MULT3) 65,00 10
Odontoprev (ODPV3) 13,00 10
Ser Educacional (SEER3) 28,00 10
Taesa (TAEE11) 25,00 10
Telefônica Brasil – Vivo (VIVT4) 50,00 10
Tupy (TUPY3) 21,50 10

Quantitas

Desempenho em junho: 1,95%
Desempenho em 2017: 13,26%
Ação incluída: Alpargatas.
Nenhuma ação foi retirada.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Alpargatas (ALPA4) ND 5
B3 (BVMF3) ND 5
Banco do Brasil (BBAS3) ND 7,5
Cyrela (CYRE3) ND 5
Grendene (GRND3) ND 5
Guararapes (GUAR3) ND 15
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 12,5
Lojas Americanas (LAME4) ND 7,5
Metalúrgica Gerdau (GOAU4) ND 5
Multiplan (MULT3) ND 15
Petrobras (PETR4) ND 12,5
SLC Agrícola (SLCE3) ND 5

Rico

Desempenho em junho: -0,85%
Desempenho em 2017: 11,18%
Ações incluídas: B3 e Vale (ON)
Ações retiradas: Bradesco e Vale (PN)

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Raia Drogasil (RADL3) ND 12,5
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 12,5
B3 (BVMF3) ND 12,5
Vale (VALE3) ND 12,5
Weg (WEGE3) ND 12,5
Lojas Americanas (LAME4) ND 12,5
Pão de Açúcar (PCAR4) ND 12,5
Rumo (RAIL3) ND 12,5

Spinelli

Desempenho em junho: -2,10%
Desempenho em 2017: 8,90%
Ações incluídas: Equatorial, Itaú Unibanco, Lojas Americanas, Cosan e Banrisul.
Ações retiradas: Banco Pine, Santander, SLC Agrícola, Suzano e Wiz.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Banrisul (BRSR6) ND 4
BR Properties (BRPR3) ND 4,5
Braskem (BRKM5) ND 8
Cosan (CSAN3) ND 4,5
Direcional (DIRR3) ND 4,5
Embraer (EMBR3) ND 7,5
Equatorial (EQTL3) ND 10
Fras-le (FRAS3) ND 4,5
Grendene (GRND3) ND 5
Guararapes (GUAR3) ND 4,5
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 8
Lojas Americanas (LAME4) ND 5
Magazine Luiza (MGLU3) ND 6,5
Mills (MILS3) ND 4
Petrobras (PETR4) ND 7
Rumo (RAIL3) ND 4
São Martinho (SMTO3) ND 4,5
Springs Global (SGPS3) ND 4

Terra Investimentos

Desempenho em junho: 2,50%
Desempenho em 2017: 5,45%
Ações retiradas: Klabin e Cielo.
Ações incluídas: Lojas Americanas e Embraer.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Embraer (EMBR3) 20,00 10
Gerdau (GGBR4) 17,00 15
Itaú Unibanco (ITUB4) 43,00 15
Lojas Americanas (LAME4) 19,00 15
Petrobras (PETR4) 20,00 15
Telefônica Brasil – Vivo (VIVT4) 50,00 15
Vale (VALE5) 35,00 15

Walpires

Desempenho em junho: 0,35%
Desempenho em 2017: 9,79%
Ações incluídas: Comgás, CSN, Estácio, Guararapes, JBS e Profarma.
Ações retiradas: Bradesco, Hering, Hypermarcas, Sabesp, Smiles e Pão de Açúcar.

Ação Preço-alvo, em R$ Peso, em %
Bradespar (BRAP4) ND 10
Cemig (CMIG4) ND 10
Comgás (CGAS5) ND 10
CSN (CSNA3) ND 10
Estácio (ESTC3) ND 10
Guararapes (GUAR3) ND 10
JBS (JBSS3) ND 10
Petrobras (PETR4) ND 10
Profarma (PFRM3) ND 10
Rumo (RAIL3) ND 10

XP Investimentos

Desempenho em junho: -2,30%
Desempenho em 2017: -3,40%
Ações incluídas: Weg, Vale (ON), Suzano e Telefônica Brasil – Vivo.
Ações retiradas: Banco do Brasil, Vale (PN), Localiza e AES Tietê.

Ações Preço-alvo, em R$ Peso, em %
B3 (BVMF3) ND 7
BB Seguridade (BBSE3) ND 7
Cosan (CSAN3) ND 6
Itaú Unibanco (ITUB4) ND 15
Lojas Americanas (LAME4) ND 8
M. Dias Branco (MDIA3) ND 6
Pão de Açúcar (PCAR4) ND 8
Petrobras (PETR4) ND 5
Raia Drogasil (RADL3) ND 7
Suzano (SUZB5) ND 7
Telefônica Brasil – Vivo (VIVT4) ND 10
Vale (VALE3) ND 6
Weg (WEGE3) ND 8