As ações boas pagadoras de lucro mais indicadas de fevereiro

Os papéis da empresa de transmissão de energia elétrica Alupar e da Telefônica Vivo são os mais recomendados para fevereiro

São Paulo – As ações da Alupar e da Telefônica Vivo foram as mais recomendadas nas carteiras de dividendos das corretoras para o mês de fevereiro. Dentre os 11 relatórios recebidos por EXAME.com, cada papel foi citado cinco vezes. 

Em janeiro, apenas duas das carteiras registraram performance positiva: a da Coinvalores e da Guide. E somente três ficaram abaixo do desempenho do principal índice da bolsa, o Ibovespa, que registrou queda de 6,20% no mês: Citi, Magliano e Quantitas. 

A carteira de dividendos da Guide foi a que apresentou a melhor performance em janeiro ao registrar ganhos de 6,65%. Já a carteira do Citi teve o pior resultado e encerrou o mês com perdas de 7,32%.

Todas as carteiras tiveram desempenho superior ao Índice de Dividendos (IDIV), que teve perdas de 11,18% no primeiro mês do ano.

Os papéis mais recomendados

Segundo os relatórios divulgados pelas corretoras, os papéis da transmissora de energia elétrica Alupar (ALUP11) são recomendados principalmente pelo fato de a empresa ser a aposta mais defensiva do setor diante da crise hídrica registrada no Brasil. A falta de água tem impacto negativo sobre empresas geradoras de energia hidrelétrica. 

Além disso, a Um Investimentos aponta a forte expectativa de distribuição de dividendos pela empresa no final do ano, da ordem de 9% sobre o valor da ação. A Guide acredita que o porcentual possa atingir 9,6%. 

Por concentrar concessões com prazo longo, que vencem em 2030, a Alupar também está protegida de eventuais riscos regulatórios e, como consequência, o fluxo de distribuição de dividendos tende a se manter igual nos próximos anos, dizem os analistas da Guide. 

Já a Telefônica Vivo (VIVT4) também chama atenção dos analistas da Um Investimentos pela alta expectativa de distribuição de dividendos para o ano, de 6%.

Essa estimativa de ganhos foi reforçada após anúncio da companhia no primeiro mês do ano de que irá distribuir dividendos complementares no valor de 2,75 bilhões de reais, que serão pagos no final de 2015, diz a Planner.

As ações da empresa de telefonia também são atrativas pelo fato de a companhia registrar o maior tíquete médio por cliente entre as concorrentes. A Um Investimentos também acredita que a operadora é a melhor posicionada para captar a expansão de usuários da internet 4G. 

Ações boas pagadoras de dividendos

Empresas que pagam bons dividendos – lucros distribuídos aos acionistas – geralmente têm grande fatia em seu mercado de atuação ou atuam em setores com demanda estável, como energia, setor financeiro e de combustíveis. 

Por conta dessas características, essas empresas tendem a apresentar resultados consistentes, mesmo diante de crises econômicas. Como resultado, as ações dessas companhias oscilam menos e são vistas como apostas mais seguras por investidores.

Além disso, a menor necessidade de reinvestimento no negócio permite que essas companhias possam repassar uma maior parte de seu lucro a acionistas.

Veja a seguir as carteiras de dividendos recomendadas por 11 corretoras para fevereiro: 

Ativa

Desempenho em janeiro: -4,55%

Ação incluída: Alupar. Ações retiradas: Light e Tractebel. 

Ação Preço-alvo Yield estimado para 2015 Peso
Ambev (ABEV3) ND ND 25%
Alupar (ALUP11) ND 9% 25%
Bradesco (BBDC4) ND ND 25%
Cielo (CIEL3) ND ND 25%

Citi

Desempenho em janeiro: -7,32%

Ação incluída: Valid. Ação retirada: Copasa 

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Peso
Ambev (ABEV3) R$ 20,65 4,70% 20%
BB Seguridade (BBSE3) R$ 33,60 5,80% 20%
CCR (CCRO3) R$ 20,00 4,20% 20%
Cielo (CIEL3) R$ 51,00 4,40% 20%
Valid (VLID3) R$ 45,50 2,20% 20%

Coinvalores

Desempenho em janeiro: +1,53%

Ações incluídas: Bradesco e Ultrapar. Ações retiradas: Copel e Embraer.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Peso
Ambev (ABEV3) ND ND 20%
Bradesco (BBDC4) ND ND 20%
Cetip (CTIP3) ND ND 20%
Telefônica Vivo (VIVT4) ND ND 20%
Ultrapar (UGPA3) ND ND 20%

Guide

Desempenho em janeiro: +6,65%.

Não houve alterações na carteira no mês.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Peso
Alupar (ALUP11) ND 9,60% 20%
Ambev (ABEV3) ND ND 20%
Odontoprev (ODPV3) ND 4,30% 20%
Taesa (TAEE11) ND ND 20%
Telefônica Vivo (VIVT4) ND 6,80% 20%

Magliano

Desempenho em janeiro: -7,00%.

Não houve alterações da carteira no mês.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Peso
Banco do Brasil (BBAS3) ND ND 20%
Eletropaulo (ELPL4) ND ND 20%
Taesa (TAEE11) ND ND 20%
Tractebel (TBLE3) ND ND 20%
Telefônica Vivo (VIVT4) ND ND 20%

Planner

Desempenho em janeiro: – 4,62%

Ação incluída: Ultrapar. Ação retirada: Tractebel. 

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Pesos
Light (LIGT3) R$ 24,00 12,20% 20%
Natura (NATU3) R$ 45,00 6,10% 20%
Telefônica Vivo (VIVT4) R$ 52,00 5,80% 20%
Totvs (TOTS3) R$ 43,00 1,40% 20%
Ultrapar (UGPA3) R$ 52,90 2,50% 20%

Quantitas

Desempenho em janeiro: – 6,96%.

Não houve alterações na carteira no mês.

Ação Preço-alvo Yield estimado para 2015 Peso
BB Seguridade (BBSE3) ND ND 10%
CCR (CCRO3) ND ND 10%
CPFL (CPFE3) ND ND 10%
Eztec (EZTC3) ND ND 10%
Grendene (GRND3) ND ND 10%
Itaúsa (ITSA4) ND ND 10%
Metal Leve (LEVE3) ND ND 10%
Odontoprev (ODPV3) ND ND 10%
Transmissão Paulista (TRPL4) ND ND 10%
Valid (VLID3) ND ND 10%

Rico

Desempenho em janeiro: – 2,5%

Ações incluídas: Ecorodovias e Eletropaulo. Ações retiradas: AES Tietê e Grendene..

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Pesos
Alupar (ALUP11) ND ND 12,50%
Cetip (CTIP3) ND ND 12,50%
CPFL (CPFE3) ND ND 12,50%
EcoRodovias (ECOR3) ND ND 12,50%
Eletropaulo (ELPL4) ND ND 12,50%
Metal Leve (LEVE3) ND ND 12,50%
Taesa (TAEE11) ND ND 12,50%
Transmissão Paulista (TRPL4) ND ND 12,50%

Santander

Desempenho em janeiro: -1,17%.

Não houve alterações na carteira do mês.

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Peso
Alupar (ALUP11) R$ 21,17 8,90% 15%
BB Seguridade (BBSE3) R$ 41,50 5,00% 10%
CCR (CCRO3) Em revisão 4,40% 15%
Cielo (CIEL3) R$ 51,00 4,70% 10%
Itaú Unibanco (ITUB4) R$ 40,50 4,00% 15%
Porto Seguro (PSSA3) R$ 34,00 5,40% 10%
Taesa (TAEE11) R$ 19,83 10,80% 15%
Ultrapar (UGPA3) R$ 70,00 3,00% 10%

Um Investimentos

Desempenho em janeiro: -0,58%

Ações incluídas: Porto Seguro e Smiles. Ações retiradas: Sulamérica. 

Ação Preço-alvo Yield Estimado para 2015 Peso
Alupar (ALUP11) R$ 22,00 11,37% 10%
Bradesco (BBDC4) R$ 44,00 3,52% 15%
Ecorodovias (ECOR3) R$ 13,70 5,17% 10%
Odontoprev (ODPV3) R$ 12,50 3,90% 15%
Porto Seguro (PSSA3) R$ 35,00 9,66% 10%
Smiles (SMLE3) R$ 48,00 22,70% 10%
Telefônica Vivo (VIVT4) R$ 62,00 5,43% 10%
Ultrapar (UGPA3) R$ 62,00 2,70% 10%
Valid (VLID3) R$ 47,00 2,51% 10%

XP Investimentos

Desempenho em janeiro: -5,5%

Ações incluídas: BB Seguridade e Itaú Unibanco. Ações retiradas: Itaúsa, Kroton e Vale

Ação Preço-alvo Yield Estimado Peso
BB Seguridade (BBSE3) ND ND 15%
BM&FBovespa (BVMF3) ND ND 10%
Cetip (CTIP3) ND ND 20%
Cielo (CIEL3) ND ND 20%
Itaú Unibanco (ITUB4) ND ND 25%
Natura (NATU3) ND ND 10%