Aplicativo promete facilitar o investimento em ouro

Novo aplicativo da corretora Ourominas possibilita a compra e venda do metal a qualquer momento de forma automática e dá liquidez às aplicações

São Paulo – O investimento em ouro, visto como reserva de valor em momentos de crise, ainda está distante do pequeno investidor.

Apesar de ser negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o metal sofre com a falta de liquidez. É possível comprar lotes de 0,225 gramas do metal (o equivalente a 28 reais) na Bolsa, mas ele pode não estar disponível. Já se quiser vendê-lo, o investidor terá de encontrar alguém disposto a adquirir o metal na quantidade oferecida.

Buscando descomplicar esse investimento e aproximá-lo do pequeno e médio investidor, a Ourominas irá lançar, no dia 4 de novembro, um aplicativo para investimento em ouro, o Star Gold, que irá funcionar em smartphones com sistema iOS e Android.

Na plataforma, o cliente poderá comprar e vender o metal a qualquer momento, sem depender do horário comercial e de forma automática. Na BM&F, é necessário aguardar um dia para vender e um dia para receber o dinheiro.

Isso será possível porque, para realizar as aplicações, o cliente irá receber um cartão de débito pré-pago aceito internacionalmente, gerenciado pelo aplicativo. Bastará depositar no plástico o valor que deseja investir no metal. Com o saldo em conta, após até dois dias úteis, o investidor poderá comprar porções do metal quando quiser. Ao vendê-las, o valor é depositado automaticamente no cartão e pode ser usado em compras na função débito.

A abertura da conta na corretora está ligada ao aplicativo e é totalmente digital: basta colocar dados pessoais, tirar selfie e fotos de documentos. Contudo, à medida em que o investidor aumentar o volume de aplicações, podem ser exigidos mais documentos. O app tem sistema antifraude e é protegido por senha.

Mais segurança

A Ourominas atua no mercado de balcão, formado por instituições financeiras especializadas na venda do metal. Esse mercado é uma forma menos burocrática para comprar ouro do que na BM&F.

O mercado de balcão permite a compra mínima de 1 grama do metal (o equivalente a 130 reais), mas o metal pode ser vendido a qualquer momento para a instituição financeira, o que dá liquidez às negociações.

Contudo, os investidores que optassem por esse mercado ainda tinham de transportar e armazenar o metal. Agora, o cliente da Ourominas passará a ter a opção de deixar as barras do metal sob os cuidados de uma transportadora de valores, que é parceira da instituição financeira. Isso irá tornar a negociação mais segura. Na bolsa, o metal já ficava sob custódia de instituições financeiras.

O benefício tem um custo: caso fique dois meses sem movimentar sua conta, o cliente terá de pagar uma taxa de 0,2% ao mês pela custódia dos valores à Ourominas.

No mercado de balcão, não é cobrada taxa de corretagem. No entanto, tanto a compra como a venda do metal têm uma taxa adicional, que representa o ganho da instituição financeira, assim como acontece na compra de dólar em casas de câmbio. Quem comprar e vender o metal pela Ourominas pagará cerca de 2% a mais na compra e venderá o metal por um preço 3% menor em relação às negociações feitas na bolsa.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. jeferson moreira correa

    Palhaçada,se deixar 12 meses em custodia a 0,2 ao mes vai alcançar 2,4% mais 5% de comiçao da o total de 7,2% em 12 meses, se a inflaçao for de 7% ao ano ,nao vai cobrir nem a inflaçao o investimento em ouro,somente vai gerar lucro para a operadora….

    1. Existe uma solução semelhante http://goldmoney.com/r/fCIxu8 eles não cobram custódia, emitem cartão internacional sem IOF e cobram 1% na compra e venda do ouro. Também pode ser comprado atarvés de boleto. Mas é bacana ter essa opção por aqui também.

  2. Existe uma solução semelhante http://goldmoney.com/r/fCIxu8 eles não cobram custódia, emitem cartão internacional sem IOF e cobram 1% na compra e venda do ouro. Também pode ser comprado atarvés de boleto. Mas é bacana ter essa opção por aqui também.