Adolescente? Teste se você sabe o mínimo sobre dinheiro

Confira se você consegue se sair bem no teste da OCDE, aplicado em estudantes de 15 países

São Paulo – Adolescentes estão pisando na bola quando o assunto é educação financeira. Foi o que concluiu um teste feito pelo programa para alunos internacionais da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

De acordo com o levantamento, feito com 48 mil adolescentes de 15 anos que residem em 15 países, um em cada quatro estudantes que fizeram o teste não consegue tomar simples decisões nos gastos do dia a dia, enquanto um em cada dez estudantes consegue entender questões complexas.

O teste avalia o conhecimento e habilidades dos adolescentes em relação a assuntos ligados ao dinheiro e às finanças pessoais, como lidar com contas bancárias e entender taxas de juros cobradas em empréstimos.

Apesar de terem de encarar decisões financeiras mais complexas em um cenário de incertezas na economia por conta de rápidas mudanças tecnológicas, falta educação, treinamento e ferramentas para que os jovens consigam tomar decisões acertadas sobre sua vida financeira, analisa o secretário-geral da OCDE, Angel Gurría.

Veja também

Estudantes com maior nível socioeconômico tiveram uma performance melhor no teste do que os estudantes de baixa renda. Na média, 64% dos estudantes que fizeram o teste ganham dinheiro trabalhando fora do período escolar ou realizando trabalhos informais ocasionais. Entre os estudantes, 59% recebem mesada ou subsídios governamentais.

A pesquisa também revelou que, em média, 56% dos estudantes têm uma conta no banco, mas dois entre três estudantes não têm habilidade para gerenciar sua conta e não conseguem interpretar um comunicado bancário.

Confira abaixo algumas questões que foram incluídas no teste de educação financeira da OCDE: