8 maneiras de reduzir os gastos ao se aposentar

Especialista reúne dicas de como enxugar despesas com imóveis para turbinar a renda

São Paulo – Para a maioria das pessoas, aposentar-se pode significar uma redução incômoda no padrão de vida. Sustentar-se apenas com a previdência é para poucos e, no fim das contas, a melhor estratégia para não ficar sem dinheiro nesta fase, que pode ser aproveitada com muitas viagens e lazer, é revisar o orçamento, aparar as arestas de tudo o que pode ser economizado e maximizar as reservas.

Segundo dados do site Moneywatch.com, custos domésticos correspondem a cerca de um terço dos gastos totais de uma família de classe média. O jornalista Steve Vernon, que escreve num blog no mesmo site, reuniu oito maneiras criativas de reduzir gastos em casa. Confira:

1 – Mude para uma casa menor, o que pode significar uma redução significativa em gastos com manutenção, contas e impostos, como o IPTU.

2 – Procure um imóvel em uma região que permita a redução e outros custos, como transporte, por exemplo. Mude-se de bairros mais distantes.

3 – Escolha uma cidade com custo de vida mais barato. Levantamento realizado pelo IBGE pode ajudar a escolher qual a melhor cidade para cada perfil de aposentado. (Clique aqui e veja quais as melhores cidades para aposentados brasileiros).


4 – Se preciso, mude para um país com custos mais enxutos. A Associação Americana de Aposentados (AARP) listou os melhores países para quem já não é mais economicamente ativo e quer diminuir os gastos. (Conheça quais países oferecem os melhores níveis de vida para aposentados).

5 – Alugue um quarto que esteja sobrando na casa, assim pode ter um acréscimo à renda mensal. Essa solução é ótima para quem vive em um imóvel grande e não tem intenção de mudar-se para um menor. Lógico que é necessário escolher a dedo quem vai dividir o teto com você.

6 – Organize uma república para aposentados. O seriado americano “Golden Girls” abordou por anos esse tema. Trata-se de um grupo de amigas da terceira idade que dividiam um imóvel na Flórida e, por consequência, as contas. Além de ajudar a economizar com manutenção e até mesmo alimentação, quem optar por essa experiência pode reviver os divertidos tempos de faculdade.

7 – Mude-se para a casa de um dos seus filhos. Essa opção, segundo o autor da lista, é a mais polêmica, pois envolve um bom entendimento entre as partes. Uma boa ideia numa situação como essa é que o aposentado considere como pode se tornar uma presença solícita na casa ao invés de um incômodo.

8 – Venda seu imóvel e alugue outro que se ajuste melhor ao bolso e necessidades, como por exemplo uma vizinhança com outros aposentados. Neste caso, é bom colocar tudo na ponta do lápis e analisar quanto entraria na conta corrente com a venda da casa. Depois, veja com qual valor seria possível comprar imóvel menor e, em seguida, compare o preço com o montante que se gastaria para alugar.