São Paulo (SP) - Para a moçada da Kimberly-Clark, multinacional fabricante de artigos de higiene, quem trabalha ali ou é jovem de idade ou de espírito. "As relações são horizontais e transparentes. Temos espaço para contribuir e somos respeitados, mesmo nos cargos iniciais", diz um funcionário.

O programa de estágio é bastante elogiado. Não só porque a taxa média de efetivação passa de 70%, mas pelos benefícios de gente grande, que incluem vale-transporte ou reembolso para estacionamento, participação nos resultados, assistência médica e odontológica e orientação financeira, jurídica, psicológica e social gratuita.

"Os estagiários também são incentivados a ter visão estratégica, já que, divididos em grupos, precisam apresentar projetos e aprender a liderar, mesmo que informalmente", afirma Ana Paula Bogus, diretora de recursos humanos. Atualmente, 14 profissionais que passaram pelo programa estão em cargos de liderança.

"Assumi o turno com 20 anos, depois de um ano e meio de estágio", diz um jovem. Outro diferencial é a bolsa integral de inglês ou de espanhol para esses talentos recém-chegados. Quem segue carreira na empresa tem a chance de participar do Geração K-C, treinamento técnico e comportamental de nove módulos, que dura 18 meses e é voltado para analistas seniores de até 30 anos.

O objetivo é preparar os que estão saindo das primeiras funções rumo à gestão. A taxa média de promoção de jovens é de 39,6%, a quarta maior entre as companhias que participam desta edição do guia. Em 2012, o desafio foi equilibrar alta produtividade com qualidade de vida, implantando o programa formal de home office para os funcionários do escritório central, na Vila Olímpia (SP).

Neste ano, as áreas administrativas das fábricas também devem testar a iniciativa, que permite trabalhar de casa uma vez por semana.

Ponto(s) positivo(s) Ponto(s) negativo(s)
Os autores das melhores ideias dadas no programa de inovação ganham prêmios em dinheiro, E o campeão pode levar um carro. os jovens são preparados para a liderança desde cedo. Nem todos entendem os critérios para conseguir aumento em cada faixa salarial. Quem não trabalha em São Paulo sugere que a empresa firme parcerias com escolas locais para descontos em cursos.

Tópicos: Empresas, Kimberly-Clark, Empresas americanas, Melhores Empresas para Começar a Carreira, Carreira jovem, Mercado de trabalho