Barueri (SP) - Com a compra no ano passado da americana Merchant e-Solutions, especializada em tecnologia para pagamentos eletrônicos, a Cielo, gigante do setor, ganhou um reforço para oferecer soluções e serviços inovadores a seus clientes. A aquisição é importante para sua operação no Brasil, onde a concorrência nesse mercado ficou mais intensa.

Os jovens que trabalham na corporação sentem na pele os desafios mas também as oportunidades. “Nosso trabalho é dinâmico e cheio de responsabilidades, mas o ritmo é tão puxado que fica difícil desligar até nos dias de folga”, diz um funcionário. Para ajudar o time a encontrar mais equilíbrio, a empresa passou a bloquear as senhas de rede, o e-mail e o crachá de quem está de férias.

“Se deixar, trabalhamos o tempo todo”, afirma uma jovem. Para Roberto Dumani, vice-presidente executivo de desenvolvimento organizacional, há um alto índice de comprometimento dos jovens. “Isso acontece porque eles veem coerência entre as políticas e as práticas efetivas.”

Quem começou como aprendiz ou estagiário reforça o coro. “Não fiquei tirando cópia de papéis. Desde o começo, participava de reuniões importantes e era chamado para contribuir com ideias”, diz um deles. A sensação é de que, em geral, os líderes incentivam os mais novos a crescer.

“Se você não tem um bom sucessor, não pode ser um bom gestor”, afirma outro, mostrando alinhamento com a cultura corporativa. A liberação dos subsídios para estudos é atrelada aos resultados da avaliação de desempenho. Apesar de os colaboradores entenderem que deve haver critério na liberação da verba, eles sugerem uma divisão proporcional entre os níveis.

“Às vezes, alguém que tem uma pontuação baixa precisa de um curso para se desenvolver. Uma porcentagem das bolsas poderia ser voltada para esse grupo”, diz um jovem. 

Ponto(s) positivo(s Ponto(s) negativo(s)
A movimentação interna, inclusive para outras áreas, é incentivada pela empresa e pelos chefes. Criada em 2011, a Universidade Corporativa Cielo já treinou 100% da liderança. Eles sentem falta de um programa de rotação
entre os departamentos no programa de estágio. E algumas metas são consideradas agressivas demais e muito atreladas ao desempenho de outros setores.

Tópicos: Serviços financeiros, Cielo, Empresas abertas, Empresas brasileiras, Melhores Empresas para Começar a Carreira, Carreira jovem, Mercado de trabalho