Hotéis para vestir

Um dos mais bem-sucedidos exemplos de hotéis assinados por estilistas, a rede Missoni deve ser a primeira do segmento no Brasil

São Paulo – Famosa pelo uso de estampas geométricas e coloridas, a grife italiana Missoni é um dos principais ícones de uma tendência que surgiu no início dos anos 2000: o casamento entre grifes da moda e hotelaria.

Estilistas como Giorgio Armani e Gianni Versace também assinam alguns dos mais bem-sucedidos hotéis do segmento, que caíram no gosto de um público que vai além dos aficionados de alta-costura. Nos chamados hotéis fashion, cada detalhe, de lençóis e cortinas ao design do ambiente e roupas dos funcionários, é uma expressão da marca.

Na rede Missoni, que tem hotéis na Escócia e no Kuwait, o hóspede pode comprar um edredom como o que foi usado durante a estadia, por exemplo. Mas de forma sutil. Nem sempre existe uma loja no hotel, e os itens são vendidos como mais um serviço de quarto.

“Várias pessoas que optaram pelos hotéis Missoni nem sequer conheciam a grife, mas foram atraídas pelo estilo peculiar das instalações”, diz Rose Kutzli, diretora de marketing do Rezidor Hotel Group, que administra os hotéis Missoni. “Há um benefício mútuo entre a administradora hoteleira e a grife.”

Com a retomada do consumo de luxo no mundo — de acordo com a consultoria americana Bain&Company, as vendas de itens de luxo cresceram cerca de 13% em 2011 —, novas unidades dessas hospedagens cheias de estilo abriram suas portas ou estão a caminho.

Com inauguração prevista para 2015, o Missoni Ilha de Cajaíba, em São Francisco do Conde, na Bahia, deve se tornar o primeiro resort fashion do Brasil. Na ilha funcionarão mais sete hotéis de luxo, dois campos de golfe, uma marina e outras atrações numa área de 1 100 hectares.

O empreendimento foi projetado pelo grupo de investidores europeus Property Logic. O início das obras, inicialmente previsto para 2011, está atrasado devido a questões ambientais e de licenciamento. Assim que receber sinal verde das autoridades brasileiras, a estilista Rosita Missoni, de 80 anos, e sua equipe entram em ação e passam alguns dias na ilha para projetar o empreendimento.

No hotel da rede em Edimburgo, os porteiros trajam kilts estilizados. “Os toques locais são alguns dos detalhes mais interessantes na decoração de Rosita Missoni. Certamente, podemos esperar uma inspiração bem tropical e alegre na Bahia”, diz Catrin Davies, editora de artes e viagens do portal inglês de pesquisa e tendências de moda WGSN.