02.05.2013 - 13h07

Exchange resolve um grande problema: agenda sincronizada

Até janeiro deste ano, para mim, o software da Microsoft para gestão de contatos, emails e agenda era um produto voltado para grandes corporações que funcionava bem apenas se você fosse um usuário de Windows. Minha percepção era de um produto antigo se comparado aos novos players da web 2.0.

Por motivos profissionais fui obrigado a usá-lo, já que o padrão global da minha empresa é o Microsoft Exchange. Três meses depois percebi que tinha descoberto sem querer uma das melhores soluções para manter a informação da minha agenda, contatos e emails sempre sincronizada, entre os diversos equipamentos que uso no meu dia a dia.

Minha rotina envolve testar todo tipo de tecnologia, aparelhos e sistemas operacionais, e sempre foi muito frustrante para mim fazer um novo gadget  sincronizar, automaticamente, minha agenda e meus contatos.

As soluções da Apple (com o iCloud) e do Google funcionam muito bem se você é 100% Apple ou se você é 100% Google. Porém, misturar um smartphone Android com notebook Mac e tablet Windows era missão impossível.

Felizmente, as últimas versões do iOS (iPhone, iPad) do Android e do BlackBerry funcionam de forma perfeita com o Exchange. Seus dados são atualizados em tempo real sem cabos ou tarefas manuais. Simplesmente funciona.

Minha dúvida era se este tipo de solução estava restrito para grandes empresas, exigindo a compra de servidores e configurações complexas. Conversando com a Microsoft, ficou claro que o produto deles evoluiu muito e hoje qualquer um pode contratar online em poucos cliques. Custa a partir de US$ 4,00/mês. Você pode contratar o serviço isolado ou dentro do pacote do Office365 que inclui todas as ferramentas do Office.

08.04.2013 - 12h40

Test-drive do Blackberry Z10: dá para se apaixonar

Estou usando o novo Blackberry Z10 há duas semanas e posso afirmar: é possível se apaixonar novamente por um Blackberry e deixar, sem traumas, o seu iPhone ou Android de lado.

Possuo Blackberry há muitos anos, mas depois do lançamento do iPhone em 2007, passei a andar com dois aparelhos: Blackberry, para mensagens, e iPhone ou Android para todo o resto. Quem é executivo e/ou trabalha na rua, envia e responde milhares de mensagens por dia (minha média diária é 200) e, neste quesito, o Blackberry sempre foi imbatível principalmente pelo teclado físico e também pelo sistema de e-mails que é muito mais rápido do que em outros smartphones.

O problema é que o smartphone deixou há muito tempo de ter o papel único de mensagens. Redes sociais, acesso a sites, câmera e, principalmente, aplicativos mudaram drasticamente as nossas expectativas em relação a este aparelho, que fica ao nosso lado 24h.  E com tudo isso, até agora, a experiência do Blackberry era muito frustrante e muitos passaram a considerá-lo como uma carta fora do baralho no jogo dos smartphones.

Mas tudo isso muda com o Blackberry Z10.  A primeira coisa que você nota depois de testá-lo por alguns minutos é como a interface do iPhone ficou ultrapassada. Tudo é mais fluido, rápido, fácil e organizado.

O objetivo deste post não é fazer um review completo do novo modelo Z10 (você acha fácil por aí, em vídeo inclusive), mas sim destacar duas inovações que colocaram este aparelho como o meu companheiro atual:

Novo teclado virtual:

Eu nunca me adaptei aos teclados virtuais do iPhone e do Android. Sempre teclei com muitos erros e lentamente, uma experiência totalmente irritante.

O Blackberry Z10 não reinventou a roda, mas pegou o que de melhor existia e colocou no novo software. Agora, erro bem menos e quando acontece, o corretor automático arruma o texto de forma assertiva.

Vejam no vídeo abaixo como funciona o novo teclado:

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Com certeza, esta será a experiência mais próxima de usar um teclado físico que você já teve.

Blackberry Hub:

Uma das coisas que nos faz perder mais tempo é responder todas as mensagens que chegam no dia-a-dia. Não só os e-mails e sms, mas também todas as notificações e mensagens das redes sociais. Facebook, Twitter, Linkedin… cada um tem a sua função de mensagens e notificações, e estão em aplicativos separados.

Em minha opinião, acho que as centrais de notificações não resolvem este problema da melhor maneira possível.

O novo Blackberry Z10 traz uma inovação chamada Hub, que nada mais é do que uma unificação de todas as suas mensagens em um só lugar. Acho que isso gerou um grande aumento de produtividade. Veja como o Hub funciona:

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Mas nem tudo é perfeito. O principal problema do Blackberry Z10 é a falta de aplicativos. Alguns fundamentais, como o Instagram e o Evernote, não estão presentes. Outros, tais como o Facebook, existem mas não estão maduros como na versão para iPhone. Espero que este seja um problema que a Blackberry consiga resolver com o crescimento da plataforma.

Não sou nenhum “fanboy” e, para mim, o melhor aparelho é sempre o próximo. Por isso, digo sem medo: se você já se apaixonou por um Blackberry, mas ultimamente a relação estava abalada, é hora de dar uma nova chance.

26.03.2012 - 15h36

Nike+ FuelBand vai fazer você trocar o elevador pela escada

Há duas semanas estou usando a pulseira FuelBand, tecnologia lançada pela Nike recentemente, e posso garantir que além de muito divertida ela vai te ajudar a entrar em forma.

Esse “briquedinho” é resultado de três novidades que o mundo digital trouxe para nós: sensores baratos (cada vez é mais fácil medir o que acontece à nossa volta), data visualization (os apps e websites agora mostram de forma visual e fácil de entender aquele monte de números que era chato pra caramba) e gamification (ferramentas digitais e redes sociais transformam tarefas do dia-a- dia em um grande jogo divertido e conectado aos amigos).

A Fuelband monitora e mede os movimentos diários com o objetivo de motivar e inspirar as pessoas a serem mais ativas. Com seu uso diário e por meio dos movimentos do pulso, o sistema envia informações através de um display de LED sobre quatro indicadores: tempo, calorias, passos e NikeFuel. Esse último é a pontuação das suas atividades, baseada na meta diária pré-estabelecida por você mesmo (quantidade de calorias que deseja gastar).

No visor da pulseira é exibida uma série de 20 luzes de LED, que vão do vermelho ao verde à medida que você se aproxima do seu objetivo. Já sua sincronização com a plataforma Nike+ acontece por meio de um USB embutido ou conectada via Bluetooth ao aplicativo gratuito para iPhone. Com isso você pode gravar a atividade e acompanhar seu progresso todos os dias no site www.nikeplus.com.

E, claro, não poderia faltar a essência dessa plataforma que é a motivação. Sempre que os objetivos são alcançados, mensagens são liberadas pelo aplicativo. Você também pode competir com seus amigos, vendo quem está na frente e conquistou mais pontos em um determinado período, por exemplo.

No filme do produto, você pode conferir o discurso do locutor: “because the key to doing more, is knowing more” (a chave para fazer mais é saber mais). Realmente… a escada do meu escritório é testemunha dessa realidade!

Por enquanto a pulseira está disponível para venda apenas no site Nikestore.com. Seu preço é de US$ 149.

09.03.2012 - 11h51

Fotografia sem foco é coisa do passado

Para os amantes da fotografia, como eu, uma boa notícia. A Lytro iniciou a comerciliazação da sua nova máquina, que promete revolucionar o mercado da fotografia. Entre alguns avanços, o principal é a possibilidade de ajustar o foco depois de capturar a imagem.

A diferença está justamente na forma que o equipamento registra as imagens. A Lytro funciona com um sistema que possui foco múltiplo. Ou seja, grava diferentes pontos da mesma imagem num único arquivo, permitindo a você trabalhar nos ajustes do foco posteriormente durante a edição da foto.

É uma evolução muito esperada, tanto pelos profissionais da fotografia como para todos nós que gostamos de registrar momentos, paisagens e fatos, sem correr o risco de perder a ocasião por conta do ajuste do foco.

A câmera possui 8x de zoom, tela de 1,4 polegadas e está disponível em dois modelos: 8GB (nas cores azul e grafite por US$ 399) e 16GB (apenas na cor vermelha por US$ 499). Por enquanto o software de edição é compatível apenas com o MAC OS X.

Para você que ficou interessado, mesmo com venda da máquina ainda limitada, já pode encomedá-la pelo site da empresa: https://www.lytro.com/camera.

19.12.2011 - 08h05

4 dicas para comprar (racionalmente) seu smartphone

 

Começo este texto dizendo que ele não é para especialistas ou pro-users da tecnologia (como eu), foi escrito pensando nas pessoas que estão confusas no mar de opções que tornaram complexa a tarefa de escolher um simples celular. Estes são alguns pontos para você levar em consideração:

1 – Não existe o aparelho perfeito. Existe o que pode se adaptar melhor as suas prioridades. Comece com os recursos que são críticos para você (câmera, quantidade de aplicativos, Internet…) e a partir dai tire aqueles que não se encaixam.

2 – O tipo físico do aparelho também é uma escolha que tem prós e contras. Basicamente podemos dividir os aparelhos naqueles com teclado físico e os que você digita em um teclado virtual. Se for comprar com teclado físico você pode comprar do tipo slider (aonde o teclado desliza embaixo da tela) ou os modelo de teclado aparente (do tipo qwerty) como a maioria dos blackberries. Quem tem como principal uso do aparelho o envio de sms e emails talvez prefira os teclados físicos (eu prefiro) porém muita gente digita fácil nos virtuais.  A vantagem dos celulares de teclado virtual é que normalmente as telas são muitos maiores. Então quem mais usa o celular para ler do que para escrever já sabe qual deve escolher. Independente do tipo do teclado de preferência para os aparelhos com tela touch screen (mesmo com teclado tem horas que você vai querer tocar na tela, vai por mim).

3 – O sistema operacional. Falando nos smartphones sua decisão envolve 4 sistemas principais: iPhone (iOS), Android, Blackberry e WindowsPhone7.  Mais uma vez cada uma delas tem vantagens e desvantagens.  O sistema do iPhone é o mais maduro e com maior número de aplicativos, é um sistema excelente se você não é um geek que precisa de muita liberdade para customizar o celular. Já o Android está crescendo rapidamente e tem como principal vantagem muitas opções de aparelhos de vários fabricantes além da integração total com serviços do Google (como o Gmail). Blackberry é o sistema do tipo ame ou odeie, é o mais ultrapassado e com menos aplicativos de todos porém tem o sistema de email mais rápido e eficiente do mercado além do BBM (mensagens instantâneas entre usuários blackberry), por último o WindowsPhone é o mais novo, com poucos aplicativos, a principal vantagem é que o software tem a melhor e mais bela experiência de uso que já vi em um celular.

4 – Recursos/Features. Alguns pontos que você precisa avaliar se são importantes no seu dia-a-dia: Câmera (todos tem porém a maioria ainda é muito ruim, a do iPhone 4s é disparada a melhor atualmente. Aqui não foque nos megapixels e sim no que as avaliações falam sobre a lente e o sensor), Wifi e bluetooth são obrigatórios, a maioria dos novos já tem. GPS também é padrão na maioria, neste caso analise o software de navegação que acompanha. O tamanho da memória (em GB) e se permite expansão (via cartões SD) também é algo para avaliar.  Finalizando cuidado com estas 3 questões técnicas: tamanho da tela (a maioria vai de 3.5 até 4.7 polegadas, para mim quanto maior melhor), qualidade da tela (envolve tecnologia da tela e resolução, uma das minhas preferidas hoje é a SuperAmoled) e por último o tipo de processador (isso pode parecer besteira mas quando você fica vendo o celular não responder aos seus comandos vai mudar de opinião. Compre um de última geração, acima de 1ghz e de preferência dual core).

Acabei não citando questões relacionadas a bateria pois  hoje isso é um problema em praticamente todos celulares. Nenhum tem um grande destaque. Meu conselho aqui é mantenha carregadores por perto ou baterias extras.

Resumindo: a tecnologia muda muito rápido, por isso os pontos acima tendem a ficar obsoletos porém a estrutura de análise destes quatro itens pode ajudar por um bom tempo.  Boas compras!

05.09.2011 - 09h47

Porque você também vai se apaixonar pelo Evernote

Com tecnologia todos temos de vez em quando aquela sensação de algo poderia ser melhor, mais fácil, menos traumático.

Adoramos as coisas quem simplesmente funcionam, que não exigem nenhum esforço para aprender usar.

O aplicativo Evernote se propõe a resolver com toda esta simplicidade um dos principais problemas que todos nós enfrentamos: como gerenciar a qualidade gigantesca de informação que lidamos todos os dias.

Cada um tem sua técnica: caderninho, mandar email para você mesmo, gravador de áudio, post-it. O Evernote pode substituir tudo isso com diversas vantagens.

Resumindo o programa funciona com um bloco de notas aonde você coloca todo tipo de informação organizando em pastas: textos, imagens, gravações de áudio, anexos, tudo.  A grande sacada porém são 3 diferenciais:

– Todo conteúdo é localizado por uma busca poderosa, até os textos das imagens que você colocou são localizados.

– As suas notas são automaticamente sincronizadas entre todos computadores e equipamentos que você usa, com isso a informação fica disponível sempre

– Você pode compartilhar algumas das suas notas com outras pessoas que usam o programa. Dá para criar um guia com dicas de viagens entre amigos por exemplo

O Evernote funciona no computador (PC/MAC), na Web e nos principais celulares e tablets e no esquema freemium, você usar sem pagar nada e se quiser uma versão com mais recursos é só contratar.

Saiba mais no vídeo abaixo e baixe o aplicativo aqui.

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

22.07.2011 - 00h44

Usando seu Smartphone como modem de acesso a Internet. Simples e rápido.

Hoje um computador sem acesso a Internet é quase inútil. Porém existe um jeito fácil de colocar seu computador na Internet quando não tiver um Wifi disponível.

Os vídeos/links abaixo (em inglês) mostram como é simples transformar seu Smartphone em um modem (Os americanos chamam isso de tethering). Enjoy!

Para quem tem iPhone (seu iPhone precisa estar atualizado para a versão 4.3 e sua operadora deve permitir o serviço Personal HotSpot):

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Para quem tem Android (versão 2.2 ou superior):

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Blackberry com Mac:

http://www.berryreporter.com/2010/07/02/how-to-tether-your-blackberry-on-a-mac-using-usb/

Blackberry com PC:

http://www.berryreporter.com/2010/02/26/how-to-tether-your-blackberry-to-a-pc/

10.07.2011 - 20h44

Smartpen, uma caneta 2.0 que irá mudar sua produtividade em reuniões

A grande promessa dos gadgets e softwares é aumentar nossa produtividade e nos ajudar a lidar com o maior problema que nos aflige no nosso dia a dia: a falta de tempo. Softwares, smartphones, netbooks, todos querem nos seduzir com a garantia de que tornarão nossas vidas mais fáceis e irão nos poupar horas preciosas.

Uma das atividades que mais consomem horas no nosso cotidiano corporativo são reuniões. Preparar um relatório detalhado pode se tornar um pesadelo porque não conseguimos anotar tudo que é discutido e o velho gravador, apesar de útil, não consegue sincronizar o áudio com o que escrevemos no papel ou no flip chart.

Mas pode acreditar, leitor, esta tecnologia que converge caneta e gravador já existe. Muito fácil de operar, a Smartpen desenvolvida pela americana Livescribe, é um daqueles brinquedinhos inovadores impossíveis de não ficar viciado. Ela é uma caneta aparentemente como qualquer outra, mas que veio para mudar definitivamente a forma como capturamos e dividimos informações.

Basicamente, a Smartpen é dotada de uma câmera e um microfone que gravam tudo o que você escreve e fala. A sincronia é possível porque as anotações são feitas em um caderno especial com a tecnologia Dot Positioning System.

Este dot paper tem micropontos que associam o momento em que foi feito o registro escrito com o som gravado. Basta encostar com a caneta sobre a anotação para escutar o áudio daquele exato momento da reunião. A câmera infravermelha da Smartpen lê os pontos, o que viabiliza uma grande variedade de aplicações.

Quer mais? Ok. Com o Livescribe Desktop software você pode conectar a caneta com o PC para fazer o upload, arquivar e gerenciar todo conteúdo produzido, além de compartilhá-lo com quem quiser em uma comunidade da Smartpen na Internet, gerando um banco virtual de dados e conhecimento disponível para ser acessado por qualquer um, quando e onde quiser.

É fácil explicar porque a Smartpen virou uma mania em tão pouco tempo. Além de ser extremamente útil, seu preço é bem em conta para os benefícios que oferece (de US$50 até US$199 nos EUA).

Conheça mais no vídeo abaixo:

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

10.07.2011 - 15h25

Bem-vindo ao Loading, a Tecla SAP da tecnologia pessoal

Fiquei muito feliz com o convite da Sandra Carvalho para fazer parte do time de blogueiros da Exame. Para definir a pauta e foco do blog conversei com alguns amigos que confirmaram uma tese minha antiga.

As pessoas hoje vivem uma relação dicotômica com a tecnologia. Intensa mesmo, cheia de picos de amor e ódio. Todos nossos temos diversas histórias de irritação, tomados por aquela vontade de jogar o celular pela janela ou destruir o teclado.

Assim nasce o Loading, um espaço aonde irei compartilhar minha experiência com tecnologia pessoal e como a mesma pode ajudar a melhorar sua vida. Celulares, computadores e gadgets em geral farão parte da pauta.

Se você gostaria de saber mais sobre algum produto ou serviço escreva para loading@ithink.com.br