Riscos descobertos. A importância da contratação de seguros | EXAME.com
São Paulo
Germano Luders
Carregando

Riscos descobertos. A importância da contratação de seguros

Mauro Calil

Todos que têm patrimônio, têm também medo de perdê-lo, seja por furto, seja por um acidente. E para nos prevenirmos de infortúnios contratamos seguros. O seguro mais popular no Brasil é, de longe, o seguro de automóvel.

Conversando com meu corretor, o mesmo me ofereceu dados impressionantes sobre alguns grandes riscos que permanecem descobertos pela cultura brasileira que privilegia o etéreo ao duradouro.

Enquanto que aproximadamente 17% da frota brasileira é segurada, o seguro residencial não atinge 10% dos lares brasileiros e ele me relata jamais ter efetuado um contrato sobre responsabilidade civil para médicos, dentistas ou qualquer outra profissão com alto risco inerente.

A pergunta que fica é: Qual é seu maior patrimônio? Seu carro, sua casa ou sua profissão?

Com certeza a ordem está invertida. Nossa profissão é nosso maior patrimônio que por sua vez paga pelo sonho da casa própria, e paga também por um belo carro do ano.

O investimento enorme e contínuo, iniciado por profissionais competentes desde antes do vestibular, pode ser levado por água abaixo por um pequeno deslize não intencional, ou mesmo pela má fé de seu cliente, afinal, nos dias de hoje, qualquer um processa a todos por qualquer coisa.

Da mesma forma que eu posso errar ao emitir uma ordem na bolsa de valores colocando um zero a mais ou a menos no campo errado, um profissional da saúde pode ter uma cãibra justamente quando usa seu bisturi. Isso pode ser a “gota” para uma demanda de responsabilidade civil. E sua profissão, por incrível que pareça, pode se voltar contra o profissional até então muito bem sucedido.

Meu corretor mostrou ainda números para contratação de seguros sobre responsabilidade civil que são impressionantes. Coloco abaixo somente aquilo que se refere aos dentistas pois, esta é uma profissão plenamente conhecida e que todos reconhecem como essencial e de alta especialização.

Cobertura para Especialidade, Odontologia SEM Implantes(*)
Cobertura de R$ 50.000,00 / R$ 225,45 ANO
Cobertura de R$ 100.000,00 / R$ 343,53 ANO
Cobertura de R$ 150.000,00 / R$ 461,60 ANO
Cobertura de R$ 250.000,00 / R$ 525,56 ANO
Cobertura de R$ 500.000,00 / R$ 746,94 ANO
Cobertura de R$ 600.000,00 / R$ 874,86 ANO

Repare que meio milhão de reais em indenização em um processo pode levar um profissional a falência e arruinar sua carreira. No entanto, para se proteger contra uma demanda desta monta, basta desembolsar menos de R$800,00 por ano neste tipo de cobertura, ou menos que R$66,00/mês (uma garrafa de vinho) e teremos a mesma tranqüilidade que buscamos ao cobrir nosso carro.

Pergunta final: Quem trabalha melhor e produz mais? O profissional tranquilo ou o inseguro?

Siga e aproveite as dicas nas redes sociais:
www.facebook.com/AcademiaDoDinheiro
Twitter: @calilecalil

Comentários