O que eu faço com o meu sócio? | EXAME.com
São Paulo
Germano Luders
Carregando

O que eu faço com o meu sócio?

Airton Carlini

Certamente você já ouviu o ditado: “ruim com ele pior sem ele”.

Isto te faz lembrar de alguém?

Quem? Seu sócio? Será que ele não tem a mesma opinião que você?

Pode acreditar. A chance dele pensar da mesma forma que você é enorme.

Como consultor,  coach e palestrante escuto a mesma ladainha todos os dias. Eu faço isto, aquilo, aquilo outro e o meu sócio só quer saber de atrapalhar , aqui, lá, não faz nada , bla bla bla bla….

Tá bom. A culpa é só dele. Você é perfeito! Vou fingir que acredito, tá?

Eu não tenho dúvida de que uma das melhores coisas que inventaram para as empresas foi a sociedade. Isto mesmo. Sociedade. Podem falar o que quiserem mas ninguém é bom em tudo. Ninguém sabe tudo e ter sócios,  é muito bom.

Eu sei que estou falando de modo genérico, e que é possível que você  realmente tenha um crápula como sócio. Pessoas incompetentes, desonestas, mal intencionadas, existem em todos os lugares de modo indiscriminado. Pode ser que você seja uma vítima destas pessoas .

Para pessoas como estas não há muito o que comentar. Afaste-se delas. É o melhor a fazer.

Estou falando daquelas bem intencionadas, que te completam, que ajudam, discutem, e principalmente discordam de  você. Não há nada pior para uma sociedade quando um dos sócios simplesmente concorda com tudo sem nem pestanejar.

Uma coisa é corroborar com o sócio e ir até o fim se um deles tomou uma posição. Outra coisa é se omitir totalmente. Já vi muitos sócios assim. Sócios que não discutiam, não discordavam mas que simplesmente não assumiam as posições tomadas e minavam as sociedades por “debaixo dos panos”. Isto é o pior que pode acontecer a uma sociedade. Nenhuma sobrevive a atitudes assim.

A resposta ao questionamento do título deste blog, é que ter sócios, é ter alguém para dialogar, discutir, trocar ideias, discordar, ajudar, dar força, cobrar, corroborar, lutar por objetivos comuns, dividir, somar, multiplicar e mais um monte de coisas.

Você acha realmente possível não viver crises e brigar com alguém que dividimos tantas coisas?

Acredite. É impossível. E quer saber mais? Ótimo que seja assim.

Sociedade é  excelente para o desenvolvimento dos negócios e para o crescimento das empresas. Ter alguém para compartilhar os projetos, dúvidas, incertezas, é fundamental. Alguém que nos ajude a seguir em frente e a nos frear quando estamos agindo de forma atabalhoada. Lógico que não será sempre um “mar de rosas”.

O principal de tudo isto é que independentemente das posições  que se tomem numa sociedade, uma vez definido um caminho, todos estejam rumando para o mesmo lado. Não há vencedores e nem vencidos entre os sócios. Não pode haver compensação. Hoje você ganhou, amanhã é a minha vez. Não. Isto não pode acontecer. Hoje decidimos de uma forma. Amanhã decidiremos novamente da forma que melhor for para o desenvolvimento do negócio. É assim que tem que ser feito.

Tenha sócios. Bons sócios. Que te completem. Que te estimulem e que  te cobrem.

Mas o principal de tudo isto, que tenham os mesmos objetivos e que acreditem nos mesmos valores. Que discutam os rumos a  seguir mas sigam com você até o final. Dividir opiniões e projetos é a melhor forma de prosperar. Pode confiar no que estou dizendo. O sucesso será seu e de seu sócio!

Comentários