The New York Times lança incubadora de startups

A publicação quer se aproximar dos empreendedores e vai selecionar até cinco startups

São Paulo – O jornal americano The New York Times abriu inscrições para seu próprio programa de incubação de startups, o TimeSpace, segundo o site especializado em tecnologia Mashable. As empresas interessadas têm até o dia 19 de fevereiro para se candidatar.

Esta iniciativa seria uma forma de aproximar os empreendedores do jornal. Até cinco startups serão selecionadas para trabalhar na sede da publicação, em Nova York, durante quatro meses. Neste período, a startup vai “reunir-se com pessoas relevantes da equipe, testar seu produto e ensinar/aprender ao lado de empreendedores e funcionários que ganham a vida em mídia digital, tecnologia e jornalismo”, segundo o site de inscrições

Neste primeiro momento, as startups das áreas de mobile, vídeo, tecnologia, redes sociais e e-commerce serão privilegiadas na avaliação do jornal. Ter recebido ao menos um investimento de capital semente também é um requisito.

De acordo com o Mashable, a incubadora vai ajudar o laboratório de pesquisa e desenvolvimento do jornal. “O The New York Times e a mídia em geral estão no meio de uma mudança sem precedentes. Nosso objetivo principal é melhorar a sociedade através da criação, coleta e distribuição de notícias e informações de alta qualidade. Queremos nos esforçar e incentivar os outros a encontrar as melhores maneiras de fazer isso, e acreditamos que o TimeSpace pode ser uma parte do processo”, diz o site de inscrições.

A incubação de startups por grandes empresas já acontece com frequência nos Estados Unidos e na Europa. Além de Google e Facebook, a BBC e a Turner Broadcasting tem programas parecidos com o criado pelo The New York Times para acelerar e apoiar startups de mídia e comunicação.