Você é um empreendedor nato?

Você é um empreendedor franco, ou possui conduta empreendedora? Você aceita os feedbacks ou impõe a sua própria verdade? Siga as instruções abaixo e descubra se você é um empreendedor nato.

Distribua cinco pontos em cada par de afirmações a seguir, destinando uma pontuação maior para aquela afirmação que você mais concorda.

Por exemplo:
na questão 1, se você concorda plenamente com a afirmação A e discorda totalmente da afirmação B, escolha a combinação 5-0 (cinco pontos para A e nenhum ponto para B). Se concorda muito com a afirmação A e um pouco com a afirmação B, escolha então a combinação 4-1 (quatro pontos para A e um ponto para B). Se concordar apenas ligeiramente com a afirmação A em relação à afirmação B, use a combinação 3-2 (três pontos para A e dois pontos para B). A mesma lógica vale para o caso de você concordar mais com a afirmação B, claro. E não se esqueça: seja verdadeiro consigo mesmo!



1

A) A capacidade de um empreendedor acaba tendo pouca influência sobre o sucesso que ele obtém, por isso depende de muitos outros fatores.
B) Um empreendedor capaz sempre consegue definir o destino de seu negócio.

2

A) Empreendedorismo é um dom que nasce com a pessoa.
B) É possível desenvolver o empreendedorismo ao longo da vida.

3 A) A competência dos concorrentes define se um vendedor conseguirá vender seus produtos.
B) Um vendedor capaz sempre consegue vender seus produtos, mesmo com bons concorrentes.
4

A) O planejamento é um fator determinante para o sucesso de um empreendimento.
B) O planejamento não define o sucesso de um empreendimento, porque sempre surgem fatores inesperados que se tornam mais decisivos.

5

A) A condição econômica da pessoa é essencial para que ela se transforme em uma empreendedora de sucesso.
B) Um empreendedor pode se tornar um sucesso, independente da condição econômica.

6

A) Os erros dos empreendedores surgem principalmente da sua própria falta de habilidade e de percepção.
B) Os erros dos empreendedores surgem principalmente de fatores sobre os quais ele não tem controle.

7

A) Os empreendedores são freqüentemente vitimados por fatores conjunturais que sequer chegam a compreender plenamente.
B) A informação e o envolvimento em temas sociais, políticos e econômicos podem levar os empreendedores a compreender todos os fatores que afetam o seu negócio.

8

A) Obter um empréstimo depende sobretudo da boa vontade do banco.
B) Obter um empréstimo depende sobretudo da viabilidade do plano de negócio.

9

A) Buscar informações com vários fornecedores antes de comprar matéria prima é essencial para obter o melhor produto.
B) Não há porque perder tempo coletando informações: a qualidade do produto que se compra está diretamente relacionado ao valor que se paga.

10

A) Ter ou não ter lucro depende da sorte.
B) Ter ou não ter lucro depende da competência.

11

A) Há pessoas que, por suas características, jamais terão sucesso como empreendedoras.
B) É possível desenvolver capacidade empreendedora em pessoas com qualquer tipo de perfil.

12

A) As origens sociais de uma pessoa definem se ela terá sucesso como empreendedora.
B) Não importam as origens sociais; o esforço e a capacidade da pessoa podem levá-la ao sucesso como empreendedora.

13

A) Não há como escapar dos entraves causados pela burocracia (órgãos do Governo, funcionários públicos, bancos).
B) É possível não depender da burocracia.

14

A) O mercado se tornou tão imprevisível que é aceitável empreendedores de visão errarem.
B) Um empreendedor deve culpar a si próprio pelos seus erros de percepção.

15

A) O destino de cada um depende de seus próprios esforços.
B) Tentar mudar o destino de alguém é inútil. O que tiver que ser, será.

16

A) Há muitas circunstâncias que escapam do controle do empreendedor.
B) Os empreendedores fazem suas próprias circunstâncias.

17

A) Não importa o quanto nos esforçamos, só conseguimos realizar o que está reservado pelo destino.
B) Os resultados que obtemos dependem dos nossos esforços.

18

A) A eficácia de uma organização depende sobretudo da existência das pessoas competentes.
B) Por mais competentes que sejam os profissionais de uma empresa, as condições socioeconômicas podem levá-la a enfrentar sérios problemas

19

A) Às vezes é melhor deixar as coisas se encaminharem sozinhas, ao acaso.
B) Agir para resolver os problemas é sempre melhor do que deixá-los ao acaso.

20

A) A competência no trabalho sempre será reconhecida.
B) Por mais que alguém seja competente, ele dependerá dos contatos para crescer.






Por Luiz Fernando Garcia**. Teste formulado com base na concepção original de T. Venkateswara Rao.

**Luiz Fernando Garcia
é consultor especialista em manejo comportamental e empreendedorismo em negócios. É um dos quatro consultores certificados pelo ONU (Organização das Nações Unidas) para coordenar os seminários e capacitar os coordenadores, facilitadores e trainees do EMPRETEC/SEBRAE.

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados