Programa de fidelidade que devolve dinheiro recebe aporte

Em vez de pontos, programa deposita dinheiro na conta do usuário. Startup chamou a atenção do investidor Fabrice Grinda, criador da OLX.

São Paulo – Um programa de fidelidade que, em vez de dar pontos, devolve parte do seu dinheiro direto na conta. A ideia te chamou a atenção? Pois saiba que você não está sozinho. A startup brasileira Méliuz, que oferece esse serviço, chamou a atenção de um dos maiores investidores do mundo, o francês Fabrice Grinda, que decidiu investir na ideia.

Grinda foi um dos criadores da OLX e hoje dedica-se a atuar como investidor-anjo de startups de potencial. Já colocou seu dinheiro em mais de 180 empresas, dentre elas o Uber e o Alibaba. “Um investidor desse tamanho aportar numa startup brasileira ainda pouco conhecida, para nós é muito importante. Vimos que estamos fazendo um negócio que chama a atenção”, afirma um dos fundadores do Méliuz, Ofli Guimarães. O valor do aporte não foi divulgado.

Criado em 2011, o Méliuz vem crescendo exponencialmente. No primeiro ano, foram 120 mil reais em vendas, menos de 1% dos 400 milhões que o site deve acumular em 2015. No sistema de dinheiro de volta, o serviço já depositou mais de 8 milhões de reais para os seus usuários até este ano.

A startup vai aproveitar a entrada do aporte para investir pesado em divulgação. “Pretendemos divulgar massivamente o Méliuz para as pessoas que estão insatisfeitas com os programas de fidelidade. A ideia é mostrar que existe uma opção mais vantajosa, especialmente nesse período de crise”, afirma Guimarães. Com 1 milhão de usuários e 2 mil lojas parceiras, a empresa tem a meta de chegar a 5 milhões de usuários até o final de 2016.

O empreendedor cita a insatisfação com os programas de fidelidade pois foi justamente esse descontentamento que levou à criação do Méliuz. “Eu era usuário dos programas que remuneram por pontos ou milhas e vivia insatisfeito. Acumulava pontos e não conseguia trocar por nada interessante”, lembra Guimarães. O empresário começou então a procurar serviços para vender seus pontos e percebeu aí uma possiblidade de negócio. “Se eu tinha que buscar outra empresa pra transformar aqueles pontos em dinheiro é porque havia algo errado”, afirma.

No Méliuz, em vez de acumular pontos, o usuário acumula crédito em dinheiro a cada compra. A partir de 20 reais, o valor pode ser resgatado, com depósito diretamente da conta bancária cadastrada. Segundo Guimarães, esse tipo de programa de fidelidade já é consolidado na Europa e nos Estados Unidos.

Além de Fabrice Grinda, o aporte recebido este ano envolve outros investidores, como José Marin e Júlio Vasconcellos. Antes, o Mélius já havia recebido dinheiro do governo chileno, em 2012. Além do reforço financeiro, a startup espera ganhar em conhecimento com os novos investidores. “Grinda conseguiu transformar a OLX em um case de sucesso, então acreditamos que ele pode nos ajudar a errar menos em nossa jornada”, afirma Guimarães.